Era Dezembro
Natal, RN 16 de jul 2024

Era Dezembro

27 de dezembro de 2017
Era Dezembro

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

era dezembro.
caída no asfalto
que fervia o sol.
atravessada
por um pássaro
ou outro bicho qualquer.
de asas.
e entregue ao piche urbano.
sua pele não se mostrava.
estava fincada de penas.
que mais pareciam espinhos.
talhando sua carne.
sua alma.
têm pessoas
que são pássaros
pra dentro.
em revoada.
migrando.
são. conhece?
já erguida
num silêncio transversal
andava lentamente
até a escadaria vermelha.
a parede de tijolos
desenhava a cena
de um filme sem sentido.
sentada no chão de séculos.
começou a arrancar
as penas de seu corpo.
sem escaldar.
pena por pena.
como quem arranca folhas.
sua dor avistou meu olho. hipnotizada
corri atrás das penas
que voavam e já eram chuva
e redemoinho
e sonho
sobre nossas cabeças.
sentada ao seu lado
me cobria de feitiço
em cada poro um caminho.
pele de galinha.
muda.
me desenhava asas
quando atravessei seu corpo.

falava de superstições
para o novo ano.
das superstições
para toda manhã.
e repetia
mansa
que melhor que outro dia
com uma noite no meio,
é outro ano
com um passado atrás.
falava dos golpes
que mancharam suas asas.
verdades.
e enquanto bandeiras
viravam nuvens no céu.
tingia sua pele
de vermelho
carmim.
sangue.
pelo a pelo.
a cor
mais chama
pra passar
o ano.

bora 2018.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.