Justiça proíbe entrada de menores de 14 anos em exposição Queermuseu
Natal, RN 26 de mai 2024

Justiça proíbe entrada de menores de 14 anos em exposição Queermuseu

18 de agosto de 2018
Justiça proíbe entrada de menores de 14 anos em exposição Queermuseu

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O juiz Pedro Henrique Alves, da 1º Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, proibiu a entrada de menores de 14 anos de idade na exposição “Queermuseu - Cartografia da Diferença na Arte Brasileira”, que aborda temáticas relacionadas a identidade de gênero. A mostra abre ao público neste sábado (18), na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio Janeiro.

O descumprimento à determinação pode gerar multa de R$ 50 mil por dia aos organizadores. Adolescentes com 14 anos e 15 anos acompanhados por responsáveis têm autorização para entrar.

O Ministério Público, que chegou a ser provocado pelo pasto Silas Malafaia, informou que em nenhum momento pediu a proibição do ingresso de menores de 14 anos na exposição. Ele havia recomendado a afixação de informação sobre o conteúdo da mostra, que apresenta obras com conteúdo de sexo e nudez.

A mostra foi suspensa pelos organizadores em setembro de 2017 em Porto Alegre, no Centro Cultural Santander, após campanha agressiva em redes sociais contra o conteúdo da exposição, principalmente por parte do MBL. O curador Gaudêncio Fidelis declarou que não foi avisado previamente sobre o fechamento.

A exposição apresenta 214 obras de 82 artistas, um número menor do que as 264 da exposição original. Segundo o curador, Gaudêncio Fidelis, a redução não cortou nenhum artista e não modificou a integridade conceitual da mostra, mas foi necessária para adaptar ao espaço expositivo, menor do que o de Porto Alegre.

A palavra queer se refere a pessoas que não seguem o modelo de heterossexualidade ou do binaridade de gênero.

Esta é a primeira curadoria sobre a temática no Brasil e na América Latina e abrange obras desde o século 19 até a atualidade, com artistas como Adriana Varejão, Cândido Portinari, Alfredo Volpi, Lygia Clark, Alair Gomes, Guinard e Pedro Américo, reunidas de coleções públicas e particulares.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.