DEMOCRACIA

Pesquisa CNT/MDA aponta liderança de Lula, com 37,3%

A pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira (20), mostra crescimento da candidatura do ex-presidente Lula (PT). Em relação ao levantamento anterior, de março deste ano, ele foi de 32,4% para 37,3%. O segundo colocado, Jair Bolsonaro (PSL), passou de 16,7% para 18,8%.

 

Em seguida, aparecem Marina Silva (Rede), com 5,6%; Geraldo Alckmin (PSDB), 4,9%; Ciro Gomes (PDT), 4,1%; e Álvaro Dias (Podemos), 2,7%. Também pontuaram Guilherme Boulos (Psol), com 0,9%; João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB), ambos com 0,8%; Cabo Daciolo (Patriota), tem 0,4%; Vera Lúcia (PSTU), 0,3%; e João Goulart Filho (PPL), apenas 0,1%. José Maria Eymael (DC) não foi citado.

No levantamento espontâneo, quando não são apresentados os nomes dos candidatos, Lula lidera com 20,7%, seguido de Bolsonaro, com 15,1%. Ciro Gomes é mencionado por 1,5% dos entrevistados, Álvaro Dias, por 1,3%, e Marina Silva, 1,1%. Os demais candidatos somados chegam a 1,4%.

Lula também é o candidato cujos eleitores têm menos propensão a mudar de ideia. Entre aqueles que optam pelo ex-presidente, 82,3% dizem que sua decisão é definitiva, não cogitam mudar de voto. Em seguida nesse item aparecem Bolsonaro (70,7%), Álvaro Dias (64,8%), Marina Silva (33,9%), Geraldo Alcikmin (36,7%) e Ciro Gomes (37,3%).

Entre os cinco candidatos mais citados pelo levantamento CNT/MDA, Lula aparece com menor rejeição (41,%), seguido por Ciro (44,1%).

 

Bolsonaro (53,7%) é o mais rejeitado. Seguido de Marina (52,7%) e Alckmin (52,5%).

 

Em um eventual segundo turno, Lula bate todos os seus adversários. Com Ciro, tem 49,4% contra 18,5%. No embate com Alckmin, são 49,5% contra 20,4%, e com Marina venceria por 49,8% a 18,8%. O ex-presidente também derrotaria Bolsonaro, por 50,1% a 26,4%.

 

O desempenho do governo Temer é reprovado por 89,6% dos entrevistados.

O levantamento foi realizado entre os dias 15 e 18 de agosto, com 2.002 entrevistas. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais