Principal

Justiça determina retirada de material ilegal contra Fátima Bezerra no Facebook

O Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE-RN) determinou sábado (13) que a página do Facebook Liberalismo Econômico (@liberalismorn) retirasse do ar imediatamente o conteúdo patrocinado em que afirmava que a candidata Fátima Bezerra “não tem algum tipo de planejamento para governar o RN”.

O TRE-RN entendeu que se trata de propaganda irregular na internet, impulsionando postagem negativa sobre a candidata, após pedido de liminar da Coligação Do Lado Certo. “No âmbito eleitoral, é vedado o recurso à publicidade para terceiros, podendo fazê-los apenas os próprios candidatos”, diz a ação.

Essa é a segunda vez que Fátima vence esse tipo de ação. A primeira foi contra o candidato ao Governo Carlos Eduardo Alves, que pagou o impulsionamento de quatro vídeos com notícias negativas contra a campanha da petista.

O Tribunal determinou a remoção definitiva das publicações e aplicação de multa diária de R$ 30 mil em caso de descumprimento e solicitou ao Facebook que apresente dados de IP, registros de conexão e registros de acesso dos repsonsáveis pela página impugnada para identificação dos autores.

“Pela segunda vez, temos êxito neste tipo de ação e esperamos que os próximos dias que antecedem a votação em segundo turno sejam para debater propostas de forma séria, transparente e honesta”, afirmou a candidata Fátima Bezerra. “A minha história é de conhecimento dos potiguares e é uma história de luta pelo desenvolvimento deste Estado”, completou.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"