O coice do coronel Azevedo na democracia

Em discurso na sessão de quinta-feira (28) na Assembleia Legislativa, o coronel Azevedo (PSL) exaltou o golpe de 1964 e a ditadura no Brasil

MPF recomenda que órgãos militares no RN não celebrem golpe de 64

A iniciativa integra uma ação coordenada, que reúne Procuradorias da República em pelo menos 19 estados. A recomendação é uma resposta à determinação do presidente Jair Bolsonaro para que o Ministério da Defesa organize nas unidades militares comemorações pelo golpe de 1964

STF deve reverter prisão após condenação em 2ª instância, diz ministro Marco Aurélio Mello

O novo julgamento está marcada para 10 de abril e, caso se confirme o prognóstico do ministro Marco Aurélio Mello, a decisão vai beneficiar o ex-presidente Lula, preso desde abril de 2018 na carceragem da Polícia Federal

Não há crime perfeito

O jornalista Paulo Nascimento toca mais uma vez na ferida aberta do racismo e indica ativistas negros que se ocupam da tarefa de defender o legado de grandes lutadores da casa negra

Golpe que instaurou ditadura no Brasil “foi necessário para que o Brasil não se tornasse uma ditadura”, diz ministro

O ministro das Relações Exteriores do governo Bolsonaro, chanceler Ernesto Araújo, participou nesta quarta-feira (27) de uma sessão da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional.

Rosalbismo ataca adversários no estilo “sujo falando do mal lavado”

Com popularidade ladeira abaixo, exército da ex-governadora e atual prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini partiu para o ataque contra deputados estaduais Isolda Dantas e Alysson Bezerra. Os ataques levam os parlamentares para o ringue das eleições municipais de 2020

Natal recebe Jandira Feghali e Manuela D’Ávila

A deputada federal Jandira Feghali participa do projeto Na Trilha da Democracia nesta quinta-feira (28) e a ex-candidata à vice-presidenta da República Manuela D’Ávila lança livro na próxima sexta-feira (29). Ambos os eventos acontecem na UFRN

Ativistas vão cobrar UFRN sobre recomendações da Comissão da Verdade

Ato de Repúdio ao Golpe Militar Fascista de 1964” foi convocado pelo Frente Antifascista Potiguar e acontece dia 1º de abril, a partir das 9h, no prédio da Reitoria da UFRN. Na ocasião, serão homenageados o ex-professor da UFRN Luiz Maranhão, além dos ex-estudantes Emmanuel Bezerra e José Silton, aluno e militante que dá nome ao Diretório Central dos Estudantes da UFRN.