DEMOCRACIA

Ex-chefão da Lava Jato admite que candidato da força-tarefa em 2018 era Jair Bolsonaro

O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-integrante da operação Lava Jato, confessou que o candidato nas eleições 2018 dos procuradores que atuavam na força-tarefa era Jair Bolsonaro. A confissão pública ocorreu no programa Globo News Painel, apresentado pela jornalista Renata Lo Prete.

Indagado por Renata sobre o alinhamento, Carlos Fernando respondeu:

“Infelizmente, no Brasil, nós vivemos um maniqueísmo, né? Então nós chegamos… Inclusive, no sistema de dois turnos, faz com que as coisas aconteçam dessa forma. É evidente que, dentro da Lava Jato, dentro desses órgãos públicos, de centenas de pessoas, existem lava-jatistas que são a favor do Bolsonaro. Muito difícil seria ser a favor de um candidato que vinha de um partido que tinha o objetivo claro de destruir a Lava Jato. Seria muito difícil acreditar que…”, disse.

Renata interrompe:

– “Você está se referindo a Fernando Haddad?”

Santos Lima retoma:

“A Fernando Haddad, obviamente. Então nós vivemos este dilema: entre a cruz e a caldeirinha; entre o diabo e o coisa ruim, como diria o velho Brizola. Nós precisamos parar com isso. Nós realmente temos que ter opções. Infelizmente, um lado escolheu o outro. E, naturalmente, na Lava Jato, muitos entenderam que o mal menor era Bolsonaro. Eu creio que essa era uma decisão até óbvia, pelas circunstâncias que Fernando Haddad representava justamente tudo aquilo que nós estávamos tentando evitar, que era o fim da operação. Agora, infelizmente, o Bolsonaro está conseguindo fazer”.

Com informações do blog do Reinaldo Azevedo

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"