DEMOCRACIA

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos será comandada por Eveline Guerra

A ex-prefeita de Natal Eveline Guerra vai assumir a secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Ela substitui a promotora de justiça aposentada Arméli Brennand, que pediu para deixar o cargo alegando problemas de saúde.

Eveline foi vice-prefeita na gestão do engenheiro sanitarista Aldo Tinôco e também é viúva do militante comunista Alírio Guerra, que morreu em 1990 em um suspeito e trágico acidente de carro no qual também vitimou o ex-dirigente do PCdoB Glênio Sá. A morte dos dois comunistas causou uma comoção no Rio Grande do Norte teve repercussão nacional na época.

Eveline Guerra é uma das expoentes nos movimentos de mulheres e de trabalhadores no Rio Grande do Norte e destacou a tarefa de atuar no setor.

“É um desafio que levarei com muita responsabilidade e disposição. É uma alegria imensa participar de uma gestão na qual acreditamos e sonhamos juntos”, disse.

Arméli Brennand, que estava no Governo desde a criação da equipe de transição, continuará no Governo, agora auxiliando a vice-governadoria na elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública.

A governadora agradeceu o que chamou de “relevante contribuição de Arméli Brennand” nestes quase 13 meses de governo à frente da Seap (Administração Penitenciária) e Semjidh. “Dra. Arméli iniciou conosco exatamente nesta área, desde a transição. Agora cumprirá um papel importante, com seu preparo e conhecimento da área, no suporte aos nossos agentes de segurança”, disse a Chefa do Executivo.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo