Ciro Gomes vai ao STF para impedir “selvageria e aberração” da MP 297
Natal, RN 23 de jun 2024

Ciro Gomes vai ao STF para impedir “selvageria e aberração” da MP 297

23 de março de 2020
Ciro Gomes vai ao STF para impedir “selvageria e aberração” da MP 297

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O ex-ministro e ex-candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) afirmou nesta segunda-feira (23) que ajuizar uma ação no Supremo Tribunal Federal para impedir que a Medida Provisória 297, que autoriza patrões a suspenderem até 4 meses de salários dos trabalhadores no Brasil.

Gomes afirmou que a medida é “uma das coisas mais aberrantes, selvagens e estúpidas do ponto de vista técnico, econômico e social que eu já vi na minha vida”.

Ele lembrou que a medida adotada pelo governo Bolsonaro vai na contramão de outros países, a exemplo de EUA, Espanha, Itália e China, por exemplo, que também enfrentam a pandemia do Coronavírus, mas lançaram programas de renda mínima para complementar a renda dos trabalhadores nesse momento de crise.

- O Brasil R$ 1,355 trilhão no caixa único do tesouro nacional. Nosso povo precisa ser apoiado economicamente, as pessoas tem que comer, comprar remédio, comprar mascara e isso só pode ser feito se o governo criar um programa mínimo de renda de cidadania, além de praticar uma discreta expansão de dívida pública, que é o que os italianos estão fazendo, espanhóis, italianos, americanos, alemães... cortar a renda do trabalhador é o oposto daquilo que temos que fazer. Vamos ter uma explosão social em massa”, afirmou.

Flávio Dino: "Espero que o Congresso e o Supremo salvem o Brasil"

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) criticou a Medida Provisória de Jair Bolsonaro autorizando empresas a suspender o contrato de trabalho com funcionários por até quatro meses por causa dos casos de coronavírus no Brasil.

"Bolsonaro não apenas FALA absurdos. Falar já é grave. Mas ele FAZ absurdos. Ele não tem sensatez nem sensibilidade social. Espero que o Congresso e o Supremo salvem o Brasil", escreveu o chefe do Executivo maranhense no Twitter.

"Caminho certo: mobilizar crédito abundante dos bancos públicos para MANTER salários dos trabalhadores, sem quebrar empresas. Caminho errado: jogar trabalhadores à própria sorte sem nenhuma proteção. O caminho certo tem sido adotado em vários países. O caminho errado só no Brasil", acrescentou.

"Decisões de Bolsonaro matam mais que o Coronavírus", diz Guilherme Boulos.

Outro ex-candidato à presidência da República que atacou a MP 297 foi Guilherme Boulos (PSOL). Na mesma linha de Ciro Gomes, ele afirmou que o Brasil está indo na contramão dos demais países que lutam contra o Coronavírus:

- MP de Bolsonaro deixa trabalhadores sem salário nos próximos 4 meses. Enquanto outros países estão proibindo demissões e garantindo salários, ele libera a suspensão dos contratos sem pagamento. Derrubar este canalha virou questão de sobrevivência!", escreveu no twitter.

Ele afirmou que os presidentes da Câmara e do Senado podem devolver a MP 927 ao governo, sem levar a plenário, por inconstitucionalidade e crime contra a economia popular (Lei 1.521/51). Caso devolvam, a medida perde imediatamente a validade.

- Não há dúvidas: as decisões de Bolsonaro matam mais do que o Coronavírus. A MP do confisco salarial tem que ser derrubada já!", disse.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.