Meu caro amigo me perdoe por favor…
Natal, RN 20 de jun 2024

Meu caro amigo me perdoe por favor...

9 de março de 2020
Meu caro amigo me perdoe por favor...

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Meu caro amigo, me perdoe por favor, não se não lhe faço uma visita, mas, se desta vez não concordo com você. Não, não carecia você ter dado flores para as mulheres no Dia Internacional da Mulher, celebrado ontem. Ah, mas mulheres gostam de flores, você diz, sim, eu sei, ou pelo menos penso que algumas gostam, não é por ser mulher que obrigatoriamente tenha de gostar de recebê-las, mas, voltando ao tema, você pode dar flores em todos os outros dias do ano, no aniversário dela (que às vezes você esquece), no aniversário de casamento e namoro (hummmm idem), naquele dia em que ela é aprovada no mestrado ou doutorado, em um dia qualquer como uma quinta-feira morna de verão...

Ah, mas então logo no Dia da Mulher é que eu não posso dar flores para comemorar... É que a data não é exatamente de comemoração, mas de celebração, que é uma outra coisa, e, principalmente, de luta, veja, amigo, os posts das moças nas redes sociais, acompanhe o que elas postam, o que elas escrevem e falam. Ah, já sei você não presta muita atenção nos posts delas e nem no que elas dizem nas redes sociais, talvez porque esteja ocupado no DM dizendo o quanto elas são lindas, perguntando se são solteiras e se não querem sair...

Meu caro, amigo, os tempos mudaram, sei que pode até ser difícil entender, mas as coisas mudam, se o mundo evoluiu para usarmos Internet, telefone celular, notebook, por que você processar que evoluiu também para que as garçonetes dos bares onde vamos beber nossa sagrada cerveja não tenham necessariamente que gostar de suas cantadas  e seus galanteios? E por falar em machismos, por que esse medo todo do Feminismo?

O que no fato das mulheres desejarem equidade de direitos, de salários, de tudo, te incomoda ou te perturba? Ah, mas as feministas querem ser superiores aos homens. Não, amigo, e você no fundo sabe que não, está usando só de um estratagema para embolar o meio campo, como dizem, você sabe que os machistas é que acham que os homens são superiores às mulheres e sabe também que o machismo mata (e que o feminismo não).

Você que acompanha o noticiário sabe também que os casos de Feminicídio vem crescendo no Brasil. E se você vier para mim com esse papo cretino, para relativizar a questão, que mais homens morrem assassinados do que mulheres, vou ter que pagar minha cerveja e ir embora, porque senão não dá! Os homens são assassinados em brigas de bar ou de trânsito, ou porque estão devendo à boca de fumo, ou porque o idiota do ABC saiu na porrada com o imbecil do América na saída do Arena das Dunas... Já as mulheres são assassinadas por... serem mulheres. Porque o companheiro cismou de uma traição ou porque o ex não aceitava a separação, ou porque qualquer outro motivo banal, as notícias sobre esses casos estão no noticiário todos os dias.

E, não, não concordo com você que "antigamente as mulheres eram isso ou aquilo melhores que as de hoje". Entendo, entre o bom humor e certa perplexidade, sua nostalgia eterna por tudo de um passo imaginário - músicas, filmes, futebol, cidade, mulheres... - ,mas não é assim que funciona.

As mulheres de hoje, como você gosta de dizer, se alguma diferença têm de quando éramos mais jovens, se dá devido a terem percebido que têm direitos iguais (e essa parte você finge que entende, mas, não entende totalmente). Quando falamos em direitos iguais falamos em salários equivalentes entre homens e mulheres quando ocupando as mesmas funções. Entre outras coisas, espero que você entenda.

E, para finalizar, você diz que, quando tenta mostrar que as entende e quer ajudar, leva um fora ou um esculacho. Lamento. E sei que você não gosta de termos como "lugar de fala", assim como "gênero" ou "educação sexual" (afinal, você acha que educação sexual deve ser feita em casa pelos pais porque os professores são todos pervertidos comunistas, não é mesmo?) mas é fato que não cabe a você nem pautar o Feminismo - hábito terrível que muitos homens cometem e que temos que ficar alertas para não fazê-lo - nem "querer ajudar" da sua forma. Elas é que têm de dizer que forma você pode ajudar.

E sobre falar, meu caro amigo, como muita gente já disse ontem, Dia da Mulher, é hora de nós, homens, pararmos um pouco de falar e começarmos a ouvir. Claro que ninguém é perfeito, nem sabe exatamente como proceder em todas as situações e estamos todos em processo de desconstrução e tentativas. Mas, creia em mim, meu caro amigo, já que você se coloca como conservador temente a deus e crente na Bíblia, lembre do Eclesiastes: Há tempo de falar e tempo de ouvir. Hoje (não no dia 8, mas como um todo) é tempo dos homens ouvirem o que as mulheres têm a dizer.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.