Nordeste terá central de monitoramento para casos de Covid-19 na região
Natal, RN 28 de mai 2024

Nordeste terá central de monitoramento para casos de Covid-19 na região

6 de abril de 2020
Nordeste terá central de monitoramento para casos de Covid-19 na região

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Governadores dos estados do Nordeste e cientistas integrantes do Comitê Científico de enfrentamento ao coronavírus já definiram as primeiras ações conjuntos de enfrentamento ao novo Coronavírus. Nesta terça-feira (7), a partir das 10h, haverá uma nova reunião do grupo para definir os detalhes da Central de Monitoramento que vai acompanhar a evolução dos casos na região. Hoje, todos os estados do Nordeste já contam com aplicativos para monitorar os casos da doença.

A ideia é que a Central reúna os dados da região, ferramenta que estará articulada a um Registro Eletrônico de Saúde, passível de ser conectado a qualquer tempo e qualquer outro sistema ou solução de informação.

A central permitirá a hierarquização dos usuários por prioridade de risco, com atendimentos de forma remota, registro de informações, monitoramento e acompanhamento dos cidadãos. Isso ajudará os especialistas a entender o comportamento da população diante da pandemia em cada território, sendo possível desenvolver ações mais efetivas de combate ao coronavírus.

O aplicativo do Rio Grande do Norte foi desenvolvido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) do Hospital Onofre Lopes em Natal. Foi no laboratório da UFRN que também nasceu a ideia da Central de Monitoramento. De acordo com o diretor do LAIS e representante do Rio Grande do Norte no Comitê, Ricardo Valentim, a plataforma vai orientar os gestores em suas decisões:

"Todos os governadores tem preocupações específicas com relação a particularidades de cada estado, e todos estão cientes de que a ciência é um fator crucial para enfrentar a crise. Existem soluções sendo pensadas em todos os estados e o aplicativo que propusemos irá reunir em uma plataforma central esses dados, analisando peculiaridades e orientando os gestores em suas decisões de acordo com as informações reunidas", explica o professor.

Ricardo Valentim é diretor do LAIS e representante do Rio Grande do Norte no comitê científico do Consórcio Nordeste (foto: divulgação)

O app será disponibilizado assim que Google e Apple Store liberarem o acesso e pode ser encontrado com o nome Monitora Covid-19 e configura uma ferramenta de acompanhamento da situação nos estados, como número de casos, leitos disponíveis em hospitais e monitoramento de rumores, fator importante na perspectiva epidemiológica, aponta Valentim.

"Prestar atenção nos rumores e onde eles estão acontecendo é muito importante pois, quando as pessoas acham que estão adoecendo, é provável que realmente esteja acontecendo, por isso, estaremos acompanhando os dados inseridos na plataforma dentro do que denominamos sala de situação", disse Ricardo.

Coordenada pela secretária de Ciência e Tecnologia da Bahia, Adélia Pinheiro, a sala de situação do Comitê Científico tem a incumbência de garantir a sua operação e eficiência. É responsável por receber e processar informações e, a partir da interação com todos os participantes do comitê, utilizar modelos matemáticos para planejamento e ações mais efetivas.

Outra decisão tomada na reunião foi a de estimular a produção de máscaras caseiras e sua utilização cotidiana. Para isso, haverá orientação sobre modelos para a produção delas e cuidados com manuseio e a higiene das máscaras, sendo necessário que as do tipo caseiro sejam lavadas frequentemente.

Os membros do Comitê Científico também recomendaram que os estados ampliem a testagem dos profissionais de saúde e adotem um protocolo unificado de proteção, mesmo considerando a dificuldade de compra de insumos, materiais e equipamentos. Para isso, o próprio comitê fará sugestões nos próximos dias.

As reuniões do Comitê Científico do Consórcio Nordeste devem acontecem semanalmente, o grupo tem papel consultivo e de auxílio ao gestor público da região na tomada de decisões técnico-científicas, em consonância com as necessidades observadas pelos especialistas diante da pandemia.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.