“Ocorreu um golpe dentro da eleição”, diz reitor eleito e impedido de tomar posse no IFRN
Natal, RN 26 de mai 2024

“Ocorreu um golpe dentro da eleição”, diz reitor eleito e impedido de tomar posse no IFRN

20 de abril de 2020
“Ocorreu um golpe dentro da eleição”, diz reitor eleito e impedido de tomar posse no IFRN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O professor José Arnóbio de Araújo se preparava para tomar posse nesta segunda-feira (20) no cargo de reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. A posse estava marcada e seria realizada por videoconferência.

No entanto, tudo mudou com a portaria assinada e publicada na mesma data da posse pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, nomeando o professor Josué de Oliveira Moreira, recém-filiado ao PSL e ex-candidato à prefeito de Mossoró que sequer disputou o pleito.

Em contato com a agência Saiba Mais por telefone, Arnóbio Araújo afirmou que vai entrar na Justiça para rever o mandato que a comunidade da instituição lhe confiou em dezembro do ano passado:

- Vamos judicializar o processo, estamos vendo com o advogado qual é a melhor saída. Houve um golpe dentro da eleição, que aconteceu de forma lícita, sem nenhum problema. A questão é meramente politica porque fui impedido de tomar posse”, afirmou.

Araújo lembrou que a escolha não se dá através de uma lista tríplice enviada ao MEC, mas de eleição direta onde o candidato mais votado deve ser nomeado e empossado, como preconiza a lei.

- Ninguém esperava isso. Não havia um vício no processo democrático. O nomeado nem candidato foi. A sorte dele é essa pandemia e as pessoas estão em casa. Porque com uma postura como essa ele não passaria nem na calçada, seria enxotado”, afirmou em referência a Josué Moreira, nomeado em ato de intervenção.

Além do Rio Grande do Norte o Instituto Federal de Santa Catarina também sofreu uma intervenção do MEC. O professor Maurício Gariba Júnior foi eleito pela comunidade local, mas o nomeado foi Lucas Dominguini, que a exemplo do mossoroense Josué, também não participou do processo eleitoral.

Arnóbio Araújo compara as duas situações e reforça a tese de que a intervenção do MEC é política:

- É muita coincidência ter acontecido comigo e com o reitor de Santa Catarina, nós dois temos origem no movimento sindical. Tenho mais de 20 anos como servidor dessa Instituição”, disse.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.