“É simbólico que nossa vitória tenha sido dia 1º de maio”, comemora reitor eleito do IFRN após Justiça determinar nomeação
Natal, RN 18 de mai 2024

“É simbólico que nossa vitória tenha sido dia 1º de maio”, comemora reitor eleito do IFRN após Justiça determinar nomeação

1 de maio de 2020
“É simbólico que nossa vitória tenha sido dia 1º de maio”, comemora reitor eleito do IFRN após Justiça determinar nomeação

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O reitor eleito do Instituto Federal do Rio Grande do Norte José Arnóbio de Araújo Filho não conseguiu fugir do clichê: “foi a vitória da democracia”. E de fato não há como reagir de outra maneira. Num momento em que setores da sociedade reivindicam a volta da ditadura militar, o respeito ao processo democrático tem que estar na ordem do dia.

Dez dias depois do Ministério da Educação ignorar o resultado da eleição para reitor do IFRN, onde José Arnóbio foi o candidato mais votado com 48,25% dos votos, e nomear um interventor que sequer participou da disputa, a Justiça suspendeu a intervenção, determinando ao MEC que nomeie o reitor eleito pela comunidade.

A juíza da 4ª Vara Federal do Rio Grande do Norte Gisele Maria da Silva Araújo Leite atende a uma ação popular ajuizada pela estudante do IFRN Sofia Hazin Pires Falcão.

Para Arnóbio de Araújo, a data da decisão judicial – 1º de maio - também é especial. O dia dos trabalhadores significa, para ele, a retomada dos trabalhos e dos projetos que pretende desenvolver à frente do IFRN:

- É simbólico que nossa vitória tenha sido dia 1º de maio. Para mim e para todas as pessoas que estão conosco representa uma retomada e a vitória da democracia, mas de toda a sociedade diante de tudo isso que estamos vivendo. É um grito de esperança, outro caminho”, diz.

Arnóbio espera ser nomeado até a próxima terça-feira (5). Na decisão judicial, o MEC tem 24 horas para cumprir a determinação a partir da notificação, o que em razão do feriado nacional deve acontecer na segunda-feira (4).

O reitor eleito também destaca que a decisão estabelece a harmonia da instituição. Isso porque desde a portaria do MEC nomeando o interventor, a maioria dos estudantes, professores e servidores técnicos se uniram em protestos nas redes sociais contra o golpe.

- A instituição está praticamente paralisada e com essa decisão eu espero que a Justiça possa reestabelecer a harmonia do IFRN, para que a gente possa colaborar mais ainda em relação a Covid-19, essa luta que teríamos que estar fazendo esse momento”, afirmou.

O telefone do José Arnóbio de Araújo não parou desde a decisão foi divulgada. Algumas mensagens o emocionaram, como a avó de um estudante que lhe parabenizou sem nem conhecê-lo pessoalmente.

- Recebi áudios de alunos, pessoas que não me conhecem presencialmente, uma coisa que chega emociona. Eu não não sou personalista, estou representando a Instituição nesse momento. Agora mais do que nunca precisamos de unidade, fazer o bom combate. Meu celular não parou. O pessoal está muito alegre com o que aconteceu e isso nos dá um alento muito grande, mostra que a luta travada nessas duas semanas não foi em vão. A Justiça seja restabelecida”, concluiu.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.