Índice de isolamento social no Brasil fica “vermelho” em 19 estados; RN tem 40,7% da população em casa
Natal, RN 24 de mai 2024

Índice de isolamento social no Brasil fica "vermelho" em 19 estados; RN tem 40,7% da população em casa

7 de maio de 2020
Índice de isolamento social no Brasil fica

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Em todo o país, os Índices de Isolamento Social estão em queda e tem feito o mapa ficar "no vermelho" em 19 estados. O estado com mais pessoas nas ruas é o Tocantins, que tem o menor índice de isolamento, 37,2%.

O Rio Grande do Norte registra um índice de isolamento social de 40,7%, de acordo com o levantamento da empresa de tecnologia In Loco. O dado disponível nesta quinta-feira (7) é referente a quarta-feira (06).

O Estado tem registrado seus menores índices na última semana. No sábado (2), por exemplo, mesmo em fim de semana de feriadão, o Rio Grande do Norte teve seu menor índice registrado desde março, em que o IIS foi de 38,3%. Na segunda feira (04) a taxa de isolamento registrada era de 42,9%.

O índice de isolamento mais alto registrado no RN é referente a 22 de março, quando 57,7% da população cumpria a orientação.

Na região Nordeste, os estados com o maior índice de isolamento são Maranhão, Ceará e Pernambuco, com percentuais de 49,2%, 48% e 46%, respectivamente. O Maranhão, ao lado do Amazonas, são os dois Estados do Brasil onde a população mais cumpre o isolamento, de acordo com os dados da In Loco.

Lockdown

O Maranhão e o Pará foram os primeiro estados do país a implementar o chamado "lockdown", confinamento total das pessoas em casa, sendo liberada a saída apenas para ir ao supermercado, farmácia, médico ou para o trabalho no caso de atividade essencial. O Ceará passa a implementar o lockdown a partir desta sexta-feira (7) e outros estados, a exemplo de Pernambuco e São Paulo, também avaliam a possibilidade.

No Rio Grande do Norte, o secretário-adjunto de Saúde Petrônio Spinelli afirmou na quarta-feira (6) que o Estado potiguar está mais perto do lockdown do que da flexibilização. No entanto, o gestor admitiu que essa é uma posição pessoal. Por enquanto, o Governo não avalia a possibilidade.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.