DEMOCRACIA

Maioria dos candidatos que concorre à Prefeitura de Natal é de homens brancos

Dos 14 candidatos à Prefeitura de Natal nas eleições de 2020, apenas dois se declararam pardos e um negro. Os dados podem ser conferidos no site do Tribunal Superior Eleitoral (http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/municipios/2020/2030402020/17612/candidatos). A maioria, sendo nove dentre as 14 candidaturas, são de candidatos homens e brancos. Entre os que se autodeclararam pardos está o Coronel Azevedo, que é deputado estadual e concorre pelo Partido Social Cristão (PSC). Além dele, Jaidy Oliveira de Sousa que concorre ao executivo pelo Democracia Cristã (DC), também se autodeclara como parda. Na lista, o único candidato a se autodeclarar negro é o deputado estadual Kelps Lima, do Solidariedade.

Apesar de se declarar negro no pleito de 2020, o registro de campanha do candidato em 2016 aponta que Kelps Lima se declarou como branco. O candidato atribui a mudança a um erro do partido no registro da candidatura passada.

Me declaro negro desde sempre e nunca usei cotas. Basta olhar o meu registro em 2014 e 2018. Quem faz o registro da minha candidatura é o partido e, infelizmente, em 2016, foi com erro. Mas esse tema de cotas, que está relacionado ao Fundo Eleitoral, não faz sentido comigo, pois já declarei, bem antes do registro e da discussão sobre o tema que não vou usar o Fundo Eleitoral 2020”, argumenta Kelps Lima.

O candidato faz referência ao uso de cotas do Fundo Eleitoral. Este ano, o Tribunal Superior Eleitoral determinou que o valor de dois bilhões de reais, dinheiro público distribuído aos partidos, seja distribuído de maneira proporcional entre as candidaturas de negros e brancos. A medida, porém, não obriga os partidos a terem um número mínimo de candidatos negros.

Segundo o IBGE, 55,8% da população brasileira era negra até 2019, mas essa parcela da sociedade continua sendo sub representada na política. O Tribunal Superior Eleitoral ainda vai decidir em outubro se a divisão proporcional do tempo de televisão entre candidatos negros e brancos será válida para as eleições de 2020. A propaganda eleitoral gratuita em rádio e televisão começa no dia nove de outubro e vai até 12 de novembro.

Eleições 2020

1º turno: 15 de novembro

2º turno: 29 de novembro

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo