Bolsonaro dá primeiro passo para privatização do SUS
Natal, RN 17 de jul 2024

Bolsonaro dá primeiro passo para privatização do SUS

28 de outubro de 2020
Bolsonaro dá primeiro passo para privatização do SUS

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um decreto publicado na terça-feira (27) permite que o Ministério da Economia realize estudos para a inclusão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

O PPI é o programa do governo que trata de privatizações em projetos de setores variados. A medida sequer teve participação do Ministério da Saúde.

De acordo com o texto publicado, os estudos sobre as UBS (Unidades Básicas de Saúde) devem avaliar "alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios".

Além disso, o decreto diz que a finalidade dos estudos será a "estruturação de projetos pilotos".

Ao todo o Brasil tem 44 mil UBSs. Os postos são essenciais na saúde pública brasileira, sendo consideradas a porta de entrada do SUS (Sistema Único de Saúde). As UBSs têm o objetivo de atender até 80% dos problemas de saúde da população que utiliza o serviço público, evitando o encaminhamento para serviços mais caros, como emergências e hospitais.

Em nota, o Ministério da Economia afirma que o "principal ponto do projeto é encontrar soluções para a quantidade significativa de Unidades Básicas de Saúde inconclusas ou que não estão em operação no país".

O decreto gerou reações. O ex-presidente Lula se pronunciou nas redes sociais lembrando que o SUS é um “patrimônio a serviço do povo brasileiro” e, portanto, não pode ser privatizado.

“Foi na pandemia do coronavírus que os brasileiros viram de perto a importância de um sistema público gratuito e universalizado para a sobrevivência e proteção dos nossos cidadãos. Agora, Bolsonaro ataca o SUS e caminha para privatizar a saúde, em mais um decreto nefasto de um governo que parece cada dia mais comprometido com a morte. É urgente a defesa do SUS. É urgente defender a vida.”, publicou o ex-presidente.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.