CNBB sugere plantio de árvores para homenagear mortos no Dia de Finados
Natal, RN 24 de jul 2024

CNBB sugere plantio de árvores para homenagear mortos no Dia de Finados

27 de outubro de 2020
CNBB sugere plantio de árvores para homenagear mortos no Dia de Finados

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a entidade católica Cáritas Brasileira tomaram a iniciativa de sugerir à população brasileira o plantio de árvores em homenagem aos mortos, em 2 de novembro, Dia de Finados. O objetivo, além de evitar as tradicionais aglomerações em cemitérios, também se liga à preservação do meio ambiente devido às queimadas em algumas regiões do país.

As organizações religiosas propõem “motivação nacional, a título de sugestão, não apenas para os católicos mas para todos que experimentam a saudade e se angustiam com a devastação ambiental”, afirmou Dom Joel Portella Amado, secretário geral da CNBB, em nota.

A sugestão é que sejam plantadas árvores nativas e alimentícias de cada região.

Óbitos por covid se aproximam de 160 mil

Em todo o território nacional, já foram registradas 157.397 mortos pela covid-19, até às 18h desta segunda-feira (26), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Também nesta segunda-feira, pela segunda vez este ano Ceará e Bahia determinaram estado de calamidade pública por causa da covid-19. Os decretos dos dois estados foram reconhecidos pelo governo federal, com oficialização no Diário Oficial da União.

Na prática, a medida facilita o acesso a recursos públicos para ações de enfrentamento à pandemia e diminui burocracias. A Bahia é o terceiro estado brasileiro que mais registra números absolutos de casos da covid-19. Já o Ceará é o terceiro em ocorrências de óbitos.

Brasil interrompe trajetória de queda de novos casos

Os números consolidados da semana que se encerrou em 24 de outubro indicam que o país não conseguiu sustentar a queda de novos casos, que vinha sendo observada há mais de um mês. De acordo com dados do Conass, a soma do período chegou a 165.277. Na semana anterior, o crescimento de contaminados ficou abaixo de 150 mil, cenário que não era observado desde maio.

Ainda assim, os registros de óbitos seguem crescendo menos semanalmente, movimento que é observado desde o meio do mês de setembro. Os números estão abaixo de quatro mil a cada sete dias há duas semanas. No período que se encerrou no último dia 24 foram confirmados 3.228 casos fatais da covid-19 no Brasil.

Fonte: Brasil de Fato

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.