Disk CDE: Jovens da Cidade da Esperança se reúnem em projeto para fortalecer comércio e cultura local
Natal, RN 17 de jul 2024

Disk CDE: Jovens da Cidade da Esperança se reúnem em projeto para fortalecer comércio e cultura local

4 de fevereiro de 2021
Disk CDE: Jovens da Cidade da Esperança se reúnem em projeto para fortalecer comércio e cultura local

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Visando conectar moradores e negócios próprios locais, sete pessoas com idades entre 18 e 26 anos criaram um projeto voltado ao fomento da cultura e do comércio no bairro da Cidade da Esperança, localizado na Zona Oeste de Natal. O Disk CDE conecta os moradores com o conjunto de ações que ocorrem no lugar e promove diversas atividades. Desde conferir a agenda das igrejas locais a conhecer os sabores de bolo produzidos pela dona Rosenilda, isso tudo pode ser visto nos perfis do projeto nas redes sociais. 

A ideia surgiu em novembro de 2020 e já promoveu duas edições de um evento multicultural e de cunho social, limitadas devido à pandemia, no Teatro de Arena. Foi nesse lugar, conhecido popularmente como Rodinha do Padre, que a ideia nasceu, a partir de conversas entre os participantes sobre a necessidade dos espaços de lazer mais próximas de casa.

O propósito maior, de acordo com Pedro Venâncio (22), estudante de Ciências Sociais e integrante do movimento, é melhorar a qualidade de vida dos moradores da região: 

“Com o Disk CDE (de Cidade da Esperança) a gente busca essa interação principalmente com a juventude, ampliada agora pela internet e redes sociais. Daí, inclusive a construção da logo, que é o Teatro de Arena, onde ocorrem esses eventos e tem a conexão ativa de Wi-fi”, conta o estudante.

Pedro explica que movimentos parecidos já estão presentes no bairro, como a disputa de rappers locais na Batalha da Esperança, além de intervenções artísticas por meio do grafitti e a prática de esportes. O organizador vê na proposta uma forma de contribuir com o lugar onde ele nasceu e cresceu. Tendo em vista ainda a possibilidade de fomentar o surgimento de novas lideranças jovens no Cidade da Esperança.

“Tem uma questão histórica muito grande, por ser o primeiro conjunto popular planejado da América Latina e de ter partido de um projeto de moradia para pessoas mais carentes", explica Venâncio sobre o histórico do lugar. A Cidade da Esperança foi o primeiro conjunto habitacional da capital potiguar. Construído na década de 1960, nasceu inspirada na Cidade de Deus, construído poucos meses antes no Rio de Janeiro, e serviu como modelo para outras experiências de habitação popular por toda a América Latina. 

Atualmente, Pedro pontua que o bairro abriga a sede de diversos órgãos públicos e o Terminal Rodoviário Severino Tomaz da Silveira. Além disso, tem, segundo ele, um comércio promissor e muitas linhas de ônibus que possibilitam a conexão com o restante da cidade.

"Criamos aqui relações de afeto com o bairro, pela hospitalidade das pessoas, a convivência comunitária do dia a dia, o "todo mundo aqui se conhece" e a disposição de prosperar, apesar de todas as dificuldades que assolam, como a socioeconômica e violência”, define o estudante.

O estudante relata que a região tem sofrido com aumento da violência, o que ele percebe como uma resposta "a um sistema que parece visar o cárcere da juventude ao desenvolvimento socioeconômico da mesma através da educação, saúde, cultura e emprego". Dessa forma, o DiskDCE surge para aglomerar jovens e pessoas mais velhos em favor do desenvolvimento local.

Pedro Venâncio, morador do bairro Cidade da Esperança, vê no projeto uma oportunidade de conectar a comunidade local e fortalecer o comércio e a cultura do lugar. / Foto: Arquivo Pessoal

Pedro cuida das redes sociais e explica que a ideia agora é levantar recursos, por meio de doações, para manutenção das ações. Assim que houver condições sanitárias, o projeto pretende  realizar um domingo inteiro de atividades culturais e sociais de impacto para a população do bairro.

Para doar

Doações de qualquer valor podem ser feitas por meio da chave Pix: (84) 98633-9628

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.