Primeiras doses da vacina russa negociada pelos governadores começam a chegar ainda em março aos Estados
Natal, RN 24 de jul 2024

Primeiras doses da vacina russa negociada pelos governadores começam a chegar ainda em março aos Estados

12 de março de 2021
Primeiras doses da vacina russa negociada pelos governadores começam a chegar ainda em março aos Estados

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Fórum de Governadores do Brasil conseguiu fechar um entendimento com o Ministério da Saúde para compra de 39 milhões de doses da vacina Sputinik. Em reunião com os governadores nesta quinta-feira, 12, o ministro Eduardo Pazuello se comprometeu em firmar o contrato hoje com o Fundo Soberano Russo.

As vacinas começam a chegar em março e expectativa é de que até junho já tenham sido distribuídas 26 milhões de doses.

Segundo o coordenador do grupo sobre vacinas do Fórum dos Governadores do Brasil, Wellington Dias, que é governador do Piauí e presidente do Consórcio do Nordeste, as vacinas compradas serão integradas ao Programa Nacional de Imunização (PNI). “Tudo que for comparado será colocado à disposição do Fundo Estratégico de Imunização. Ou seja, todas as vacinas serão distribuídas para o Brasil inteiro”, afirmou o governador.

Após a reunião, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, comemorou o resultado do encontro com Pazuello. “Graças ao espírito colaborativo e liderança do governador Rui Costa, que junto ao Consórcio Nordeste vinha há meses em negociação com o Fundo Soberano da Rússia, agora temos um contrato de aquisição de 39 milhões de doses da vacina Sputnik V”, publicou em sua conta no Twitter.

Isso porque, um memorando de entendimentos já havia sido firmado pelo Consórcio Nordeste com União Química e o Fundo Soberano Russo para a compra de 50 milhões de doses. “Com a sanção da Medida Provisória (MP) 1.026/21, conhecida como MP das Vacinas, estamos transformando um contrato de opção de compra em contrato de compra firme com o Fundo Soberano Russo”, afirmou o governador Wellington Dias.

Mesmo com a sanção do projeto de lei nesta quinta que autoriza o setor privado, Estados e municípios a comprarem vacinas contra a covid-19, a preocupação dos governadores é com a quebra do PNI, que causaria um desequilíbrio. Na reunião, ficou acertado entre os governadores e o Ministério da Saúde que todas as doses adquiridas por municípios, estados, União ou setor privado serão integradas ao PNI.

Segundo o governador Wellington Dias, existe a possibilidade de negociar com a Universidade de Oxford e a AstraZeneca a aceleração da transferência de tecnologia do imunizante desenvolvido pelas duas instituições ao Brasil. O objetivo é permitir que a Fiocruz consiga fabricar o produto sem depender do Ingrediente Farmacêutico Ativo de outros países.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.