CIDADANIA

Natal comprou medicamento sem eficácia para covid-19 com recursos federais

A Prefeitura de Natal e a Secretaria Municipal de Saúde prestaram esclarecimentos ao Tribunal de Contas do Estado acerca da compra de medicamentos do “kit covid”, usados no tratamento da doença, mas que são comprovadamente ineficazes.

Em resposta, o Município disse que os recursos usados são federais e quanto à responsabilidade, alegou que a distribuição das drogas do “tratamento precoce” é feita por profissionais habilitados (farmacêuticos e médicos) e que têm o aval do Comitê Municipal de Combate ao Covid e do Conselho Regional de Medicina do Estado do rio Grande do Norte (Cremern).

A investigação foi motivada por denúncia da vereadora Brisa Brachi e poderá ser remetida ao Tribunal de Contas da União.

A vereadora havia informado ao TCE sobre ofício enviado ao prefeito Álvaro Dias requerendo a imediata suspensão da dispensação do medicamento e de qualquer gasto com a aquisição de Ivermectina (vermífugo usado para tratamento de piolho e sarna), mas não obteve resposta.

A auditoria preliminar identificou a aquisição de R$ 100 mil desse medicamento.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais