Temos uma política de segurança pública do confronto, afirmam órgãos de escuta e controle
Natal, RN 20 de jun 2024

Temos uma política de segurança pública do confronto, afirmam órgãos de escuta e controle

18 de junho de 2021
Temos uma política de segurança pública do confronto, afirmam órgãos de escuta e controle

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

“Vivemos um cenário político em que se observa cada vez mais a política de segurança pública do confronto, que não visa o diálogo e parte para a violência”. A afirmativa é do ouvidor-geral de segurança pública do Estado, Dimitri Sinedino.

Em entrevista ao Balbúrdia desta quinta-feira, 17, ele e o corregedor-geral, Bruno Saldanha, apresentaram um diagnóstico sobre o cenário atual e o funcionamento dos órgãos de escuta e controle da segurança pública no Rio Grande do Norte.

Nós temos uma cultura de formação policial voltada para o confronto”, avalia o corregedor Bruno Saldanha. Para ele, o grande desafio é conseguir com que o profissional dos órgãos de segurança pública seja visto como um cidadão e não dentro da perspectiva de um mecanismo de repressão e violência.

O caminho apontado pelos advogados que estão à frente da Corregedoria e Ouvidoria no Estado é o da reeducação com os trabalhadores que fazem a segurança pública e “resistir” com a sociedade civil, combatendo a ideia de confronto como política de segurança pública.

Confira entrevista na íntegra.

https://youtu.be/mTbPR3bPcoo
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.