Vice-governador diz que RN aguarda posição da União sobre compra da Sputnik para avaliar se adquire imunizante fabricado na Rússia
Natal, RN 16 de jun 2024

Vice-governador diz que RN aguarda posição da União sobre compra da Sputnik para avaliar se adquire imunizante fabricado na Rússia

12 de junho de 2021
Vice-governador diz que RN aguarda posição da União sobre compra da Sputnik para avaliar se adquire imunizante fabricado na Rússia

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O vice-governador do Rio Grande do Norte Antenor Roberto (PCdoB) afirmou que o Governo do Estado ainda aguarda uma posição oficial da União sobre a compra da Sputnik, vacina fabricada na Rússia e já aprovada de forma emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para avaliar se compra ou não o imunizante.

Antenor Roberto foi o entrevistado do Balbúrdia da sexta-feira (11). Ele falou sobre as ações de combate à pandemia realizadas pelo Governo do Rio Grande do Norte, fake news, vacina e também sobre o Plano Estadual de Segurança Pública, hoje sob a coordenação dele.

De acordo com ele, o Governo Federal tem duas opções: comprar diretamente a vacina e distribuir aos estados a partir dos critérios estabelecidos no Plano Nacional de Imunização (PNI); ou liberar os Estados para comprarem a vacina individualmente ou em consórcio e repassar o dinheiro referente ao ressarcimento.

Alguns estados já firmaram um contrato com fundo garantidor russo, mas o Rio Grande do Norte não está incluído nessa relação embora tenha assinado um protocolo de intenção, o que não garante a vacina:

- Vamos entrar num novo debate: se o Governo Federal vai comprar ou se vai querer que os governos estaduais comprem para fazer o ressarcimento depois. Se isso não acontecer (a compra direta pela União) vai ocorrer que nós vamos ter a primeira quebra de unidade, que é o fato dos lotes dessas vacinas não integrarem o Plano Nacional de Imunização. E a gente ainda não quebrou essa harmonia. Essa é uma questão nova que vamos enfrentar nos próximos dias”, disse.

Como o Rio Grande do Norte não firmou contrato com o fundo garantidor russo, o Governo do Estado ainda avalia a possibilidade de adquirir a Sputnik ou alguma outra vacina, a depender do preço do imunizante:

- Por isso não posso dizer que vamos comprar essa Sputnik ou se vamos optar pela compra de outro tipo de vacina. Não chegamos a comprar essa vacina. Alguns estados já tem um contrato assinado com o fundo garantidor Russo, nós ainda não temos isso. Nós temos a promessa de aquisição”, explicou.

Em relação a possíveis vacinas ainda não divulgadas, Antenor Roberto explicou o que o governador de São Paulo João Doria anunciou um novo imunizante fabricado pelo Instituto Butantã:

- Na reunião João Doria anunciou que dentro desse calendário que vai até o final do ano já há uma nova fábrica do Butantã em parceria com uma empresa privada. Ele apresentou um preço bastante atrativo. E alguns governadores vão levar isso em conta diante do preço de mercado com relação ao preço das vacinas, é o caso do Rio Grande do Norte”, disse.

Questionado sobre o motivo pelo qual o Governo do Estado não assinou o contrato com o fundo garantidor russo para a compra da Sputnik, ele explicou que,

- Estamos levando em conta que, na hora que chegar mesmo, temos que avaliar se já teremos mais à mão outro tipo de vacina com o menor preço. A realidade econômica do Rio Grande do Norte é um pouquinho diferente desses outros estados. Esses estados não encontraram a situação falimentar como o Rio Grande do Norte. Então estamos sempre procurando economizar moeda a moeda. Esses outros estados estão em condições mais confortáveis de fazer aquisição dessas vacinas porque tem reserva financeira. Então temos que levar muito em conta na hora da oferta dessas vacinas tiver alguma que comercialmente for mais interessante. Esse é o cuidado da governadora Fátima Bezerra”, afirmou.

Apesar do Rio Grande do Norte não ter assinado o contrato, o vice-governador atesta a segurança técnica e jurídica do documento que, segundo ele, também passou por análise da procuradoria-geral do Estado.

Confira a entrevista na íntegra com o vice-governador Antenor Roberto ao Balbúrdia:

https://www.youtube.com/watch?v=g8owH6DPz1M&t=15s
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.