​​O golpe de Bolsonaro é manter o medo de que vai ter golpe​​
Natal, RN 28 de mai 2024

​​O golpe de Bolsonaro é manter o medo de que vai ter golpe​​

17 de agosto de 2021
​​O golpe de Bolsonaro é manter o medo de que vai ter golpe​​

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Pelas redes sociais o despresidente Bolsonaro afirmou ​no sábado que ​vai encaminhar ​nesta semana ao Senado pedido de abertura de processo de impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal.​ O chilique se deu porque ​os ministros tomaram decisões nas últimas semanas ​que desagradaram o ​des​presidente ​no tocante ao ataque ​de instituições democráticas, legitimidade das urnas eletrônicas e ​não adotar o voto impresso​. De quebra a prisão do histérico Roberto Jefferson, ex-deputado que virou uma espécie de personagem bobo da corte (mas, armado) do bolsonarismo.​

​​Paralelamente, o vídeo divulgado nas redes também no sábado, o ex-deputado e cantor sertanejo Sérgio Reis convocou caminhoneiros de todo o país para uma paralisação pró-Bolsonaro com duração de 72 horas para pressionar STF e Congresso. "O Brasil inteiro vai estar parado. Ninguém trafega, ninguém sai. Ônibus volta para trás com passageiros. Só vai passar polícia federal, ambulância, bombeiro e cargas perecíveis. Fora isso, ninguém anda no Brasil", ameaçou o cantor.

Pois é. Se no sábado o bolsonarismo parecia ousado o suficiente para peitar a Democracia e botar em prática o tal golpe, enquanto escrevo estas mal traçadas, na noite de segunda-feira, parece que a coisa não será bem assim.

Bolsonaro não falou mais sobre o tal pedido de impeachment de Barroso e Morais. Ao mesmo tempo, o vice-presidente Mourão disse em entrevista não acreditar que o Senado abra o processo de impeachment. E o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco declarou que os poderes precisam se respeitar e que "patriota mesmo é quem quer unir o Brasil e não dividir", em evidente farpa para Bolsonaro.

Ah, e Sérgio Reis teria, segundo a esposa dele, entrado em depressão e caído no choro e tendo afirmado que nunca quis agredir ninguém e nem deseja fazer isso agora. Contudo, ainda que chorando, poderá acabar atrás das grades. A Polícia Civil do Distrito Federal confirmou que Sérgio Reis responderá a inquérito policial após a divulgação do vídeo no qual ele convoca caminhoneiros para a paralisação. De acordo com o delegado Leonardo de Castro, da delegacia de Combate à Corrupção (Decor), o cantor sertanejo será investigado pela prática de, pelo menos, três crimes. "O objetivo é investigar suposta associação criminosa voltada para a prática de alguns crimes, da qual ele seria integrante", explica o policial. "Ele será investigado pelos crimes de ameaça (art. 147 do CP), dano (art. 163 do CP) e atentado contra a segurança de meio de transporte (art. 262 do CP)."

​Em suma, os pitis de Jair e Sérgio não vão dar em nada. Mas, assustaram a nós todos mais uma vez. Bolsonaro faz isso desde que assumiu: Insinua, pega pesado, ironiza, diz que vai bater e arrebentar. "Acabou, porra!", como disse há quase um ano sobre o STF. Na verdade o que não acaba é a tensão que o despresidente provoca. Como estratégia política, possivelmente, que até combina com a burrice e grosseria inatas dele.

Bolsonaro flerta com o tal golpe (militar) desde que assumiu. Nos mantém em um suspenso eterno à espera da próxima ação que vai consolidar o golpe. Ação que não chega.

Na verdade talvez este seja o verdadeiro golpe de Bolsonaro: Fazer com que vivamos sob a tensão e possibilidade de um golpe de fato, ainda que improvável. ​Desde 2019 falamos sobre o golpe, especulamos sobre o golpe, sonhamos com o golpe. Jair transformou o golpe militar em uma sombra que paira sobre nossas cabeças. Possivelmente fará isso até a eleição de 2022, onde talvez tente o golpe real, embora ninguém - nem ele - saiba exatamente como seria isso em um país continental em um mundo globalizado e com internet.

​Não importa. Já caímos todos no golpe do golpe.

Procurei no Dicionário ( o Michaelis), algumas das definições de golpe para além do levante político-militar. Encontrei esse:​ "5 FIGURATIVO Estratégia desleal para se obter vantagens"; Também achei esse: "6 FIGURATIVO Desvio de dinheiro alheio". Ambos caem bem com o Messias.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.