UFRN apresenta resultados prévios de pesquisa sobre população em situação de rua em Natal nesta quinta-feira (5)
Natal, RN 30 de mai 2024

UFRN apresenta resultados prévios de pesquisa sobre população em situação de rua em Natal nesta quinta-feira (5)

4 de agosto de 2021
UFRN apresenta resultados prévios de pesquisa sobre população em situação de rua em Natal nesta quinta-feira (5)

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

"A habitação deve ser vista como valor de uso e não como valor de troca", resume um dos eixos da pesquisa “Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente” promovida pelo Departamento de Arquitetura da UFRN durante o segundo semestre de 2020 e primeiro deste ano. O projeto realizou uma série de conversas online, com pesquisadores, lideranças, parlamentares e diferentes representações para discutir os aspectos diversos dos problemas causados pela falta de moradia para parte da população.

Nesta quinta-feira, 5, os integrantes do trabalho apresentam os resultados preliminares do estudo que analisou a situação da população de rua de Natal. O evento será realizado virtualmente, às 19h30, por transmissão pela plataforma Zoom.

Somente em 2020, o número de pessoas que ocupam as ruas por não dispor de uma casa em na capital potiguar subiu 650%, segundo estimativa da Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe), divulgada pelo Portal G1 em dezembro do ano passado. Essa população passou de 400 para cerca de 3 mil pessoas durante os meses do primeiro ano de pandemia, de acordo com o levantamento.

A crise sanitária provocada pela doença também fez com que o método adotado pela pesquisa fosse integralmente online. Dessa forma, foram realizados oito encontros que discutiram aspectos como as especificidades das mulheres em situação de rua, a relação dessa população com os órgãos de segurança pública, propostas parlamentares voltadas ao tema, o papel dos movimentos religiosos no assunto, dentre outros temas.

O projeto realizou oito encontros virtuais para discutir diferentes aspectos das questões relacionadas à população de rua. Imagem: Divulgação.

O objetivo do projeto é dar subsidio para a criação de políticas públicas voltadas a esse grupo, explica Verônica Lima, professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo que coordena a pesquisa. Além dela, outros quatro alunos e pesquisadores da universidade participam do projeto, incluindo representação do Movimento Nacional População de Rua, além dos convidados para as conversas e do público que participou dos eventos.

“Fizemos um resumo das reflexões em cima disso e vamos apontar nossas primeiras considerações sobre as necessidades, as demandas dessa população. O objetivo da pesquisa é subsidiar, dar substância da matéria pra que se sejam criadas políticas públicas que apoiem essa população, que é a mais vulnerável que existe, a que está sem abrigo, sem casa, sem trabalho no geral, só vivendo do trabalho informal e muitas vezes a caridade”, afirma a docente. A pesquisa deve ter continuidade em 2022.

Para conferir a apresentação de resultados da pesquisa "Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente", é necessário enviar e-mail para: [email protected] demonstrando interesse em participar do evento online.

Imagem: Divulgação.
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.