DEMOCRACIA

PCdoB celebra derrubada do veto de Bolsonaro contra federações partidárias e mira diálogo no RN com Rede, PV, PSOL e PSB

O PCdoB foi um dos partidos que mais comemorou a derrubada do veto do governo Bolsonaro ao projeto de lei que autoriza a união de siglas em federações partidárias com fins eleitorais, mas que devem durar por quatro anos.

A votação ocorreu segunda-feira (27). No Senado, o placar foi 45 a 25. Já na Câmara, a proposta obteve 353 votos a favor e apenas 110 contra.

Pela proposta, partidos diferentes podem se juntar numa única sigla para o cumprimento de cláusulas de desempenho e no processo de escolha e registro de candidatos tanto para a eleição majoritária como proporcional.

O projeto beneficia partidos com dificuldade para atingir a chamada cláusula de barreira, percentual mínimo de votos que garante espaços no parlamento, mais tempo de TV e um percentual maior do fundo partidário.

As federações partidárias serão uma das novidades nas eleições de 2022. O presidente municipal do PCdoB em Natal Jan Varela celebra a vitória no Congresso e adianta que o partido vai procurar siglas com afinidades ideológicas:

– A construção da federação é nacional. A partir de agora, até o período das eleições, os partidos vão abrir um diálogo com o objetivo de construir esse instrumento eleitoral, essa federação permanente que vai durar 4 anos. Os partidos vão consultar os estados para saber as realidades locais. Aqui vamos procurar partidos com programas próximos, como é o caso da Rede, do PV, do PSOL e do PSB pra dialogar no sentido de uma federação nacional com programa único entre esses partidos”, afirmou, lembrando que a derrubada do veto foi uma derrota do bolsonarismo:

– Mais uma derrota do bolsonarismo, que tentava impedir que essas legendas atuassem legalmente no Brasil”, afirmou

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"