Vendida como artigo de luxo, supermercado de Natal usa protetor antirroubo em peças de carne
Natal, RN 27 de mai 2024

Vendida como artigo de luxo, supermercado de Natal usa protetor antirroubo em peças de carne

13 de setembro de 2021
Vendida como artigo de luxo, supermercado de Natal usa protetor antirroubo em peças de carne

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com alta acumulada de 38% nos últimos 12 meses em todo o país, segundo pesquisa do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), a carne voltou a ser item de luxo no prato do brasileiro e nas gôndolas dos mercados. Em Natal, por exemplo, uma unidade da rede de supermercados Extra, instalada no shopping Midway Mall, passou a utilizar até protetores eletrônicos antirroubo em peças de carne, como a picanha. Cada pedaço é envolto por uma rede metalizada e arrematada com etiquetas rígidas antifurto.

Somente no mês de maio, a carne teve alta de 2,24% e representou o quarto maior impacto nas despesas das famílias, ficando atrás apenas da conta de luz, gasolina e etanol. As causas da alta, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está o valor alto do dólar, o que encarece os custos das matérias primas usadas na alimentação do gado, como milho e soja, além do aumento das exportações, o que diminui a oferta de carne dentro do país.

O resultado dessa equação é que o consumo de carne no Brasil caiu ao menor nível nos últimos 25 anos, de acordo com levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Atualmente, o brasileiro consome uma média de 26,4 quilos de carne ao ano, uma queda de 14% em relação a 2019. Pelo histórico de levantamentos da Conab, esse é o menor índice registrado desde 1996. E a queda segue se acumulando já que em 2021, também houve redução de 4% no consumo de carne nos primeiros quatro meses do ano em comparação a 2020.

Peças de carne protegidas com etiqueta antifurto em supermercado de Natal I Foto: Mirella Lopes

SAIBA MAIS

Preço da gasolina no RN teve aumento de 44% desde início do governo Bolsonaro. Combustível ultrapassou barreira de R$ 7 no Brasil

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.