Sem estudo ambiental, Bolsonaro não consegue vender áreas para exploração de petróleo no litoral do RN
Natal, RN 24 de mai 2024

Sem estudo ambiental, Bolsonaro não consegue vender áreas para exploração de petróleo no litoral do RN

7 de outubro de 2021
Sem estudo ambiental, Bolsonaro não consegue vender áreas para exploração de petróleo no litoral do RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Apesar de terem sido colocadas à venda em um leilão realizado nesta quinta (7), o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), não conseguiu interessados em áreas para exploração do petróleo no litoral do Rio Grande do Norte e de Santa Catarina.

As regiões são consideradas frágeis e sensíveis por causa de sua biodiversidade. A área à venda no litoral potiguar fica perto de Fernando de Noronha e, segundo ambientalistas, sua exploração trazia sérios riscos tanto para Noronha quanto para o Atol das Rocas, que são áreas de preservação ambiental. Algumas organizações, junto com o governo de Pernambuco, até entraram com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) tentando retirar a área do leilão, mas sem sucesso.

Tanto a área do Rio Grande do Norte, quanto a de Santa Catarina, foram colocadas à venda pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sem avaliação ambiental prévia, com base numa manifestação conjunta dos Ministérios de Minas e Energia e do Meio Ambiente.

De acordo com os especialistas que atuam no setor, a compra das concessões sem a realização de estudos prévios de impacto pode resultar em dificuldades para obter as licenças ambientais, o que já estaria ocorrendo em outras regiões do país.

Das 92 áreas colocadas à venda, apenas cinco foram arrematadas e com o preço mínimo estabelecido pelo governo, que arrecadou um total de R$ 37,1 milhões.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.