Governadora do RN Fátima Bezerra (PT) é convidada para Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas e tem despesas pagas por evento
Natal, RN 18 de mai 2024

Governadora do RN Fátima Bezerra (PT) é convidada para Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas e tem despesas pagas por evento

27 de outubro de 2021

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), única mulher eleita para o cargo de Chefe do Executivo Estadual em todo o Brasil nas últimas eleições realizadas em 2018, foi convidada para discursar na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). O evento começa no próximo domingo (31) e vai até 12 de novembro.

Em seu discurso, Fátima Bezerra vai abordar os temas: "Gênero, Pobreza e Transição Energética” na principal cúpula da ONU para debate de questões climáticas, realizada de 1º a 12 de novembro. A participação da governadora do Rio Grande do Norte na Conferência foi toda custeada pela organização do próprio evento. Já numa segunda etapa da viagem, entre os dias 5 e 14 de novembro, a governadora viajará a Copenhague, na Dinamarca, e a Oslo, na Noruega, para uma série de encontros entre autoridades. O objetivo é discutir os avanços da implementação de energias limpas e renováveis no país, principalmente no Rio Grande do Norte, que possui o maior complexo de parques geradores de energia eólica do Brasil.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta quinta-feira (28) autorização para que a governadora Fátima Bezerra viaje na primeira quinzena de novembro à Europa. Durante a ausência de Fátima Bezerra, o vice-governador, Antenor Roberto, assumirá interinamente a chefia do Poder Executivo Estadual.

A COP26, que será realizada em Glasgow, capital da Escócia, ocorreria em novembro de 2020, mas foi adiada para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus. Cerca de 30 mil representantes de vários países do mundo participam da COP 26, durante a qual serão discutidas questões ligadas às mudanças climáticas, como o alcance das metas estabelecidas no acordo de Paris, proposto em 2015 e assinado pela maioria dos países, com a exceção dos Estados Unidos.

Acordo de Paris

Prevê medidas para redução de gases de efeito estufa a partir de 2020 para conter o aquecimento global abaixo de 20C, entre outras questões. Segundo o jornal alemão DW, 2020 foi um dos anos mais quentes dos últimos tempos e mais de 410 mil pessoas morreram nos últimos dez anos em decorrência de temperaturas extremas e desastres relacionados a mudanças climáticas.

SOS Amazônia

Desde julho deste ano, os dados sobre e incêndios florestais no Brasil estão sendo monitorados e divulgados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), órgão que é subordinado ao Ministério da Agricultura. A mudança feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), é mais uma manobra na tentativa de enfraquecer o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão de caráter técnico ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia.

Dados divulgados pelo Inpe apontaram que no mês de junho, a Amazônia teve 2.308 focos de queimada, o maior número dos últimos 14 anos. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais desenvolveu nos últimos anos o Programa Queimadas, com emissão diária de alertas de incêndio e áreas propícias ao fogo, além de dados técnicos para subsidiar ações de combate a incêndios. Mas, em nota, o Sistema Nacional de Meteorologia garantiu que as informações sobre queimadas continuarão sendo divulgadas, porém, de forma unificada e não mais por cada um dos órgãos.

Desde 2019, Bolsonaro tenta manipular os dados relacionados a incêndios e desmatamentos no Brasil. Ele exonerou o físico e ex-diretor do Inpe, Ricardo Galvão, ao ser desmentido publicamente ao dizer que os dados do Inpe eram mentirosos. Galvão, que estava no Inpe desde 1970, foi exonerado em julho. Em dezembro, ele foi eleito um dos dez melhores cientistas do ano de 2019 pela Revista Nature. Ele foi nosso entrevistado do Balbúrdia do dia 13 de outubro, confira:

https://www.youtube.com/watch?v=4jTdIRK_Jwc

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.