Programa do governo estadual vai ampliar crédito à agricultura familiar do RN
Natal, RN 27 de mai 2024

Programa do governo estadual vai ampliar crédito à agricultura familiar do RN

22 de outubro de 2021

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A governadora Fátima Bezerra assinou, nesta sexta-feira (22), o decreto que institui o Pró-Crédito - Programa Estadual de Estímulo à Ampliação do Crédito para Fomento de Atividades Produtivas no Meio Rural e Periurbano.

A iniciativa vai promover qualificação e requalificação de profissionais para elaboração de projetos de crédito em fomento às atividades produtivas. O novo programa ainda vai incentivar a produção de alimentos saudáveis.

A intenção é também “fortalecer as cadeias produtivas voltadas à produção de alimentos, contribuir para a organização de negócios da economia solidária, criar cooperativas e associações e ampliar oportunidades no campo com a consequente melhoria das condições de vida dos agricultores e agricultoras", de acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima.

Na cerimônia de assinatura, a governadora disse que o apoio a esse segmento é uma das prioridades do seu governo, que criou a Sedraf.
“Desenvolvemos vários programas como o CredMais - linha de microcrédito para a agricultura familiar, que não existia antes de 2019 e que já financiou R$ 1,7 milhão este ano -, o RN+Água e o Pecafes.", lembrou Fátima.

O novo programa ainda beneficia os servidores da Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte) que passarão a ser remunerados por cada projeto elaborado.

"O Pró-Crédito não acrescenta custos ao Estado, nem ao produtor. A remuneração para o projetista já é prevista dentro do financiamento e quem paga é o banco", explicou o presidente da Associação dos Servidores da Emater (Assema), Edson Zumba. "O decreto beneficia a todos - ao produtor que não precisará pagar a um projetista particular, ao banco que poderá realizar mais operações de crédito e o servidor da Emater que terá estímulo para produzir mais, inclusive, no seu tempo livre, vez que estará sendo remunerado", acrescentou.

Atualmente, 50 técnicos da Emater trabalham com a elaboração de projetos. Segundo o presidente da Assema, há estado aonde a contratação de financiamentos pela agricultura familiar cresceu 50% após a edição de medida semelhante.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.