Terceirizados que preparam alimentação do Hospital Walfredo Gurgel fazem greve
Natal, RN 20 de jun 2024

Terceirizados que preparam alimentação do Hospital Walfredo Gurgel fazem greve

11 de outubro de 2021

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os funcionários da empresa JMT, que presta serviço de alimentação a alguns hospitais públicos do Estado do Rio Grande do Norte, inclusive o Walfredo Gurgel, iniciaram nova greve nesta segunda-feira (11). Dessa forma, acompanhantes de pacientes e servidores ficarão sem alimentação, com exceção das ceias dos funcionários.

O mesmo ocorreu em setembro, porque os salários estavam atrasados. De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN) Carlos Alexandre, o problema é recorrente e a categoria espera uma solução definitiva.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a verba destinada ao pagamentos dos servidores deve ser depositada após o feriado (12 de outubro). Em setembro, o governo justificou que o atraso se deu pela demora na entrega de documentação comprobatória da execução dos serviços e trâmites processuais entre a Sesap e as empresas, necessário para o pagamento.

“Mais uma vez a Sesap não se entende com a JMT e o salário desses profissionais não são pagos. Todo mês tá acontecendo isso, essa complicação com a Safe [outra terceirizada] e a JMT. Chega no quinto dia útil e eles não têm dinheiro na conta”, disse o sindicalista em vídeo, sugerindo que todos os servidores deveriam aderir à greve por estarem sem alimentação garantida.

Como a equipe da empresa está trabalhando de forma reduzida, apenas as refeições dois pacientes estão asseguradas e a ceia dos funcionários, que será servida em quentinhas.

“O refeitório hoje está fechado. Não tem refeição para os servidores que vão trabalhar 12 horas e para os acompanhantes. Muitos são do interior e não têm dinheiro pra comprar alimentação. Os servidores também estão zerados”, exclama Carlos.

Confira vídeo:

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.