Comércio varejista do RN registra queda de 3,4% em setembro
Natal, RN 28 de mai 2024

Comércio varejista do RN registra queda de 3,4% em setembro

17 de novembro de 2021
Comércio varejista do RN registra queda de 3,4% em setembro

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

As vendas do comércio varejista no Rio Grande do Norte tiveram um recuo de 3,4% em setembro quando comparado a agosto. Embora essa queda seja a mais acentuada dentre os estados do Nordeste, ela não implicou em grandes perdas na receita obtida no comércio do varejo potiguar, cuja redução ficou dentro da média da região ( 1,7%). Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE.

Apenas dois estados nordestinos tiveram aumento da receita em comparação a agosto: Paraíba (0,6%) e Pernambuco (1%).

O desempenho das vendas ficou abaixo do resultado obtido no Brasil, que teve queda de 1,3% no volume de vendas e de 0,2% na receita do comércio varejista. Mesmo com esses resultados, o Rio Grande do Norte possui alta acumulada de 2,1% nos últimos 12 meses e teve desempenho melhor que no mesmo período de 2020 (-8,4%).

Comércio varejista ampliado

Após três meses seguidos de queda no volume de vendas, o varejo ampliado potiguar atingiu um patamar de vendas próximo ao de julho de 2020, ainda no início da pandemia. O índice mensal do volume de vendas potiguar foi de -1,6%, bem próximo do registrado para o Brasil (-1,1%).

O comércio varejista inclui combustíveis e lubrificantes; hiper, supermercados, produtos alimentícios e fumo; tecidos, vestuários e calçados; móveis e eletrodomésticos; artigos farmacêuticos, médios, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos; livros jornais, revistas e papelarias; equipamentos e materiais para escritórios, informática e comunicação; e outros artigos de uso pessoal e doméstico. O comércio varejista ampliado adiciona veículos motos, partes e peças, assim como material de construção, aos demais segmentos.

Entre os estados do Nordeste, o melhor desempenho foi o de Pernambuco, com aumento de 2,9% no volume de vendas, apresentando também o maior crescimento entre as unidades federativas brasileiras. A maior queda da região nordeste foi observada no Maranhão (-3,6%).

O Rio Grande do Norte possui alta acumulada de 4,7% nos últimos 12 meses, com desempenho melhor que em 2020. O comércio varejista ampliado inclui, além do varejo comum, a venda de veículos, motos, partes e peças e material de construção.

Saiba Mais: Desempenho do setor de serviços do RN é o melhor do Nordeste em setembro

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.