CIDADANIA

Marcha mundial pelo clima em Natal neste domingo (7) é recado a vereadores às vésperas da votação do Plano Diretor

Ativistas e moradores de Natal preocupados com o meio ambiente e as intervenções na cidade realizarão uma marcha pelo clima neste domingo (9), a partir das 16h, com concentração no campo de futebol localizado na praia do Forte, na Zona Leste. O canal do Youtube do Fórum Social Potiguar transmite ao vivo.

O evento acontece em vários países do mundo convocado pelo Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental, com apoio local de entidades como Vila em Movimento, coletivo Salve Natal, Associação Cristã dos Amigos e Moradores da Praia do Meio, mandato da vereadora Brisa Bracchi, Centro de Formação Milton Santos, Ativistas do Piranhas e Grupo Teatral CarcarArte.

Ainda que a marcha tenha caráter mundial, a manifestação na capital potiguar ocorre num momento crucial para o futuro da cidade. Isso porque o projeto de revisão do Plano Diretor de Natal tramita há cerca de um mês na Câmara Municipal e deve ir à votação até 23 de dezembro, conforme calendário anunciado pela casa legislativa.

Pesquisadores, ativistas e até a promotoria de Justiça do Meio Ambiente já criticaram o projeto elaborado pela prefeitura de Natal, que teria apresentado uma nova proposta ao invés de revisar o plano atual.

De acordo com texto elaborado pelo grupo que organiza a marcha em Natal, na pauta específica estão o direito à cidade, à mobilidade humana e ao patrimônio paisagístico, além da luta pelos direitos da natureza e contra o avanço das empresas eólicas sobre as dunas do Rosado.

– Marcharemos pelo direito à cidade e contra o plano diretor predatório, injusto e ECOCIDA perpetrado pela prefeitura e pelo prefeito bolsonarista aboletado nela. Marcharemos pelo direito ao patrimônio paisagístico, pelos direitos da natureza e contra o avanço das empresas eólicas sobre as dunas do Rosado. Marcharemos pelos rios Pitimbu e Potengi, para que a especulação imobiliária, a carcinicultura e a falta de tratamento de resíduos por parte do poder público não matem esses ecossistemas. Marcharemos para que nossa cidade não seja somente um cartão postal a ser vendido ao turismo predatório, e sim um território belo e de muita resistência para os povos que (sobre)vivem aqui! Nos vemos amanhã às 16h!, diz o comunicado do Fórum de Mudanças Climáticas do Rio Grande do Norte.

A marcha mundial pelo Clima ocorre em meio às fracassadas negociações na Confederação das Nações Unidas sobre mudanças climáticas. Neste sábado, 6, em Glosgow, cidade escocesa sede do encontro da COP26, milhares foram às ruas por justiça climática. O evento reuniu trabalhadores, indígenas, ambientalistas, ativistas e jovens de todo o mundo para exigir medidas urgentes de combate à crise.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"