Professora é impedida de entrar na Secretaria Municipal de Educação por não estar com roupa “adequada”
Natal, RN 13 de jul 2024

Professora é impedida de entrar na Secretaria Municipal de Educação por não estar com roupa “adequada”

12 de novembro de 2021
Professora é impedida de entrar na Secretaria Municipal de Educação por não estar com roupa “adequada”

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A servidora Tânia Maruska Petersen, 51 anos, foi constrangida na manhã desta quinta-feira (11), na recepção da Secretaria Municipal de Educação. Ela foi impedida de entrar no prédio público por não estar usando roupas “adequadas” para o local.

Tânia é professora da rede municipal de ensino, na Escola Municipal Zuleide Fernandes, onde é presidente do Conselho Escolar, e estava indo fazer uma prestação de conta. Ela também é do Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas).

A professora estava com um vestido de mangas longas e com comprimento na altura dos joelhos. Ao informar para qual setor iria, a recepcionista lhe pediu que esperasse, pois teria sido chamado o senhor Josias, chefe de Patrimônio, para avaliar se a roupa de Tânia estava adequada para entrar na secretaria. Passados 20 minutos, o homem a abordou na frente de outras pessoas e negou o acesso ao local.

“Não importa se a professora estava de short, de saia, de mini blusa, de calça ou com qualquer outro tipo de roupa. A problemática machista envolvida em tal fato, é que uma professora foi até a Secretaria Municipal de Educação de Natal para desempenhar um trabalho, sendo avisada que a instituição moraliza o tipo de vestimenta que usam principalmente as mulheres que frequentam tal local.”, publicou o grupo Muda Sinte, ao se solidarizar.

A Secretaria Municipal de Educação informou que está “apurando os fatos para tomar as devidas providências” e lamentou o tratamento dado à servidora.

“A SME-Natal lamenta o episódio e esclarece, que na ocasião a professora foi atendida na sequência em sua demanda pela diretora do Departamento de Administração Geral. Na oportunidade, a SME-Natal reafirma o respeito as professoras e professores, como também, a qualquer cidadã ou cidadão que procura atendimento na sede da SME-Natal, no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), ao anexo no qual funciona o Departamento de Atenção ao Educando (DAE) e nas 146 unidades de ensino distribuídas pelas quatro regiões administrativas da cidade”.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.