DEMOCRACIA

Agressão de Ratinho contra Natália Bonavides está entre assuntos mais comentados do Twitter no Brasil

A agressão do apresentador do SBT Carlos Massa, o Ratinho, contra a deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) é uma dos 10 assuntos mais comentados nesta quinta-feira (16) no Twitter. Durante o programa de rádio, o apresentador sugeriu “eliminar” a deputada com uma metralhadora. O programa Turma do Ratinho é veiculado na Massa FM São Paulo 92,9. O comentário do apresentador do SBT foi dito na sequência da informação de um projeto apresentado pela petista que vem sendo alvo de ataques e mentiras.

A agressão do apresentador gerou uma enxurrada de comentários de solidariedade à deputada do RN. Praticamente todos os veículos de comunicação do País também reproduziram as palavras de Ratinho. Na manhã desta quinta (16), políticos e partidos políticos também se pronunciaram em solidariedade à Natália. O ex-presidente Lula escreveu no Twitter que é “Inaceitáveis as falas machistas e de incitação à violência de gente atrasada. Lugar das mulheres é onde elas quiserem, inclusive na política, que precisa de mais pessoas de luta e fibra como você”

 


A Governadora Fátima Bezerra também se pronunciou: “A violência política e de gênero praticada contra a deputada
@natbonavides é inconcebível e não pode mais existir em nosso país. Incitar a violência é crime. Não é a isso que se devem prestar as concessões públicas. Seguiremos ocupando espaços na política para desespero daqueles que se acham no direito de dizer o lugar onde devemos estar. Iludidos! O nosso lugar é onde nós quisermos!”


A agressão
Ratinho se pronunciou no programa de rádio sobre a proposta de Bonavides que muda o Código Civil para garantir que pessoas LGBTQIA+ não sofram discriminação na hora do casamento. No caso específico de união entre pessoas do mesmo sexo, o projeto sugere a expressão “firmado o casamento” ao invés de “vos declaro marido e mulher” para incluir todas as formas de casais. No entanto, blogs, sites e ativistas de extrema-direita vem divulgando que a deputada quer extinguir tal manifestação de todo e qualquer casamento:

“A gente tinha que eliminar esses loucos, não dá para pegar uma metralhadora ? Natália, você não tem o que fazer, minha filha ? Vai lavar a roupa, costurar a cueca do seu marido. Isso é uma imbecilidade mudar esse tipo de coisa”, disse Ratinho, apresentador do SBT

Deputada expôs a agressão
Natália Bonavides se pronunciou sobre mais essa ameaça, dessa vez de repercussão nacional. Segundo ela, os ataques não ficarão impune e vai além: como o programa foi transmitido por uma concessão pública, no caso a Massa FM São Paulo 92,9, a petista vai acionar a concessionária na Justiça também:

– O apresentador Ratinho sugeriu que eu fosse metralhada, em programa visto por milhares de pessoas. Incitar homicídio é crime. Ele coloca a minha vida e minha integridade física em risco. Ratinho ainda disse que eu fosse lavar as cuecas do meu marido. Essas ameaças não vão ficar impunes. O apresentador utilizador uma concessão pública para cometer crime. Vamos acioná-lo judicialmente, inclusive criminalmente”. Natália Bonavides, deputada federal pelo PT/RN

Deputada vai à Justiça contra Ratinho
A assessoria jurídica de Natália Bonavides vai se reunir nesta quinta-feira (16) para definir as estratégias na Justiça, mas adiantou que as agressões não ficarão impunes:

– Tanto o apresentador quanto a concessionária serão acionados cível, penal e administrativamente”, informou o advogado Gustavo Barbosa.

 

Solidariedade

Várias pessoas, públicas e anônimas, manifestaram solidariedade à parlamentar do PT no Rio Grande do Norte. A deputada federal Marília Arraes (PT/PE) classificou os ataques como “absurdos”:

– Quanto absurdo em tão poucas palavras. Tinha que vir de um rato como esse mesmo. Conte comigo, Natália Bonavides, não vamos permitir que tanto ódio, misoginia e falta de civilidade seja normalizado”, escreveu.

Veja outras palavras de apoio à Natália:

 

Outras mensagens de apoio podem ser lidas na postagem que Natália Bonavides fez no Twitter. Confira:

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo