CULTURA

Biblioteca Estadual Câmara Cascudo é reaberta depois de 9 anos com acervo digital e espaço infantil

Fechada desde 2012, a Biblioteca Estadual Câmara Cascudo será reaberta depois de nove anos, a partir das 17h desta terça (14). A Biblioteca recebeu climatização, teve sua estrutura adaptada para garantir acessibilidade aos visitantes, uma subestação de energia e os aparelhos de combate e prevenção a incêndios. Ao todo, o investimento foi de R$ 2,5 milhões com recursos do Governo Cidadão/ Banco Mundial, Secretaria Estadual do Turismo e Ministério do Turismo.

Com um acervo de 100 mil títulos entre livros, revistas documentos e outras publicações, a Câmara Cascudo abriga algumas obras raras com as primeiras edições de alguns autores como Câmara Cascudo (História da Alimentação), Nei Leandro de Castro e Marize Castro. Para recuperar obras antigas, a Câmara Cascudo também vai contar com um setor de restauração. Apesar dos anos em que permaneceu fechada, a Biblioteca não teve perda de títulos.

Esses livros ainda não serão disponibilizados ao público hoje porque eles ficarão em uma sala especial para obras raras que ainda estamos organizando. Não perdemos nenhum livro durante o período em que a Biblioteca permaneceu fechada porque mantivemos todo um trabalho de conservação”, detalha Ailton Medeiros, Coordenador do Livro, Leitura e Biblioteca do Governo do Estado.

A partir de agora, a Biblioteca Câmara Cascudo também terá espaço para leitura com mesas para os usuários, sala de pesquisa com computadores e até um espaço infantil.

“Teremos uma série de atividades como recitais, oficinas de cinema, roteiro, literatura e xadrez. Será uma programação cultural direcionada para crianças e adolescentes. A intenção é que eles se sintam atraídos pela biblioteca. Essa reabertura é um marco porque nove anos é muito tempo. Tem gente que tinha seis anos e hoje está com 15 e não conhecia a biblioteca! Vamos pedir que as escolas tragam as crianças e adolescentes para conhecer e participar das atividades. Tem espaço infantil com contação de histórias, queremos que crianças e jovens venham porque precisamos formar esses leitores hoje! Despertar na criança o interesse pela leitura, pelo livro, o prazer, esse é um dos maiores prazeres que temos. Quando li a primeira frase, foi o maior prazer que tive na vida! Aprendi a ler com sete anos, me senti um cidadão”, revela Ailton Medeiros.

Empréstimos

Para fazer o empréstimo de um livro, o usuário terá que se cadastrar no site da Biblioteca Câmara Cascudo, o acesso ao acervo será apenas virtual. Depois que o usuário fizer o pedido, um funcionário separa e entrega o material solicitado. O site ainda está em fase de conclusão e será ligado ao Sistema de Automação de Bibliotecas (SIABI). O usuário poderá ficar com um livro pela prazo de 15 dias.

Esse é o período padrão adotado pelas bibliotecas. É importante explicar que o usuário não terá contato com o acervo, ele vai fazer a solicitação virtualmente e um funcionário faz a separação e entrega. É uma biblioteca pública, diferente da biblioteca de uma escola, que tem livros didáticos, ou da Zila Mamede, do campus central da UFRN, que é uma biblioteca acadêmica”, explica Ailton.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo