Motoristas e cobradores antecipam greve e iniciam paralisação de transporte coletivo nesta terça (18) em Natal
Natal, RN 26 de mai 2024

Motoristas e cobradores antecipam greve e iniciam paralisação de transporte coletivo nesta terça (18) em Natal

18 de janeiro de 2022
3min
Motoristas e cobradores antecipam greve e iniciam paralisação de transporte coletivo nesta terça (18) em Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Quem depende do transporte coletivo foi pego de surpresa na manhã desta terça (18), em Natal, com a greve de motoristas e cobradores de ônibus. Por causa da paralisação, que estava programada para começar somente na quarta (19), apenas 30% da frota de coletivos está em circulação, o que aumentou o tempo de espera dos passageiros nas paradas de ônibus da capital potiguar.

Além de um reajuste salarial que já não acontece há dois anos, os trabalhadores pedem a volta do valor integral do vale-alimentação. Segundo o Sintro, ao invés de R$ 360, a categoria tem recebido nesse mesmo período apenas metade do valor, ou seja, R$ 180.

Apesar das isenções de impostos que têm recebido, os empresários do setor representados pelo Seturn (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal) dizem que não têm condições de cumprir com as exigências de motoristas e cobradores e encaminharam ofício à Prefeitura de Natal.

Os empresários querem uma reunião urgente com o prefeito de Natal, Álvaro Dias e declararam que sem isenção do ISS ou reajuste tarifário da passagem de ônibus no município, não há como reajustar os salários dos motoristas e, assim, evitar a greve.

O aviso de paralisação havia sido publicado pelo Sintro (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Rio Grande do Norte) no último dia 14 e como a legislação prevê um prazo de advertência de 72h, sem contar domingos e feriados, o esperado era que o movimento começasse apenas na quarta.

Negociação na Justiça

Os motoristas afirmam que as negociações não avançaram e o processo está na justiça em fase final de conciliação no TRT. Segundo o sindicato dos motoristas, “os empresários se encontram intransigentes e não apresentaram nenhuma proposta para a categoria”.

Os rodoviários argumentam que os empresários tiveram isenção de impostos desde 2020 (ISS e ICMS). O ICMS, inclusive, foi renovado em 28 de dezembro de 2021. A isenção é de 100% do ICMS sobre a aquisição de óleo diesel para o setor metropolitano de transporte de passageiros de Natal e de 80% para o sistema intermunicipal. A renovação vale por 12 meses e expira em dezembro de 2022.

Segundo o Governo do Estado, o valor da isenção equivale a R$ 1 milhão por mês. Já a isenção de ISS deve ser discutida na reunião que está sendo aguardada.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.