Reincidente em grosserias contra mulheres, senador Styvenson agride verbalmente governadora Fátima: “Surda e dissimulada”
Natal, RN 12 de abr 2024

Reincidente em grosserias contra mulheres, senador Styvenson agride verbalmente governadora Fátima: “Surda e dissimulada”

31 de janeiro de 2022
5min
Reincidente em grosserias contra mulheres, senador Styvenson agride verbalmente governadora Fátima: “Surda e dissimulada”

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Em vídeo postado no fim de semana em seu perfil na rede social Instagram, o senador Styvenson Valentim (Podemos) voltou à artilharia verbal que vem caracterizando suas falas e postagens nos últimos meses e agrediu com palavras a governadora Fátima Bezerra (PT) quando criticou supostas omissões do Governo do estado sobre obras na Educação e na Saúde.

“Não é fácil conseguir recursos para trazer para o Rio Grande do Norte. A gente conseguiu R$ 6 milhões para construir uma escola na Zona Oeste de Natal e está tudo pronto: terreno, dinheiro liberado, projeto e só falta a governadora licitar a obra para uma empresa começar a construção. Já fazem cinco meses que esse dinheiro está liberado e vai entrar para o terceiro ano que a escola está sem aula”, denunciou.

“Vamos gente, espalha isso aí, para ver se esse governo inicia a construção dessa escola. Divulga isso aí até chegar aos ouvidos dessa pessoa surda ou dissimulada para ver se faz as obras”, ironizou, se referindo à governadora Fátima Bezerra

O senador afirmou também que o Governo teria R$ 12 milhões para a reforma do hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, mas não toma qualquer iniciativa neste sentido.

“Há uma má vontade, uma sabotagem. Mas não sabotando a mim, está sabotando vocês, que precisam do hospital. Quando não faz a escola, está sabotando um monte de crianças de dentro de uma favela”, disse.

Reincidente

Styvenson é reincidente em usar palavras de maneira agressiva contra mulheres. Em julho do ano passado ano ao comentar a violência física sofrida em casa pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) em vídeo nas redes sociais o senador ironizou o fato, insinuando que a deputada usava cocaína e que teria apanhado do marido. Joice entrou com denúncia contra o senador no Conselho de Ética do Senado alegando. O pedido foi arquivado.

Também em 2021, causou revolta outro vídeo de Styvenson nas redes na qual ele comenta a agressão a uma mulher por policiais no município de Santo Antônio, no interior do Estado.

“Ele (o policial) está dando eu estou vendo que ele está dando dois tapa (sic) na mulher, uns tapa (sic) bom, na mulher. Agora, eu sei lá o que essa mulher fez para merecer dois tapa. Será se ela estava calada, rezando o Pai Nosso, para levar dois tapa (sic)?”, comentou.

Governo responde às críticas administrativas e ignora ofensas contra governadora

O Governo do Estado divulgou uma nota em resposta às críticas administrativas gravadas em vídeo pelo senador Styvenson Valentim (Podemos). No comunicado, a secretaria de Comunicação do Governo classifica as declarações do parlamentar como "inverdades e desinformações" e revela que há uma assessora do gabinete do próprio senador acompanhando todos os trâmites das obras que serão custeadas com o valor da emenda destinada por ele.

Leia a nota na íntegra:

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte esclarece, a respeito das declarações repletas de desinformações e inverdades por parte do senador Styvenson Valentim, que para o Hospital Regional Dr. Tarcísio Maia, em Mossoró, foi destinada emenda datada do ano de 2020 com liberação em 2021.

No ano passado, a administração estadual contratou os projetos de engenharia, os quais as despesas não estavam contempladas pela emenda, e que foram aprovadas pela direção do Hospital e pelo setor de engenharia da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Os projetos, hoje, estão sob análise da Vigilância Sanitária e, em seguida, irão para aprovação pela Caixa Econômica Federal. Após este trâmite, a Secretaria Estadual de Infraestrutura vai publicar os editais para contratação dos serviços de ampliação e melhorias. Todas estas etapas vêm sendo acompanhados pela assessora Carolina, a quem o senador poderia consultar, integrante do gabinete do senador em Brasília, que entende os trâmites normais aos quais esse tipo de processo está submetido.

Quanto à escola Escola Estadual Professora Maria Ilka de Moura, a Secretaria Estadual de Educação se deteve a resolver o problema da dominialidade do terreno. Somente no último mês de dezembro que foram liberados 10% do valor do orçamento para os custos iniciais do planejamento e projeto.

A obra está em fase de licenciamento ambiental, dentro do rito processual. Encerrado esse processo, a obra poderá ir para licitação;

No que se refere à afirmação dissimulada e inverídica por parte do Senador, de que os alunos da Escola Estadual Maria Ilka Moura estariam há dois anos sem aula, é necessário esclarecer que a unidade de ensino contou com aulas não presencias no período de 2020-2021 e integrou a retomada das aulas presenciais, realizada ano passado.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.