Chefe de gabinete de Fátima diz que “até o momento Ezequiel continua nosso parceiro e participando da gestão”
Natal, RN 23 de jul 2024

Chefe de gabinete de Fátima diz que "até o momento Ezequiel continua nosso parceiro e participando da gestão"

21 de fevereiro de 2022
2min
Chefe de gabinete de Fátima diz que

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O secretário-chefe do Gabinete Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves, foi entrevistado nesta segunda-feira, 21, no programa Balbúrdia, da agência Saiba Mais, e falou sobre política, gestão e Eleições 2022.

Segundo Raimundo “sobre a formação da chapa da governadora Fátima Bezerra, tudo está em construção. Na verdade, o processo só encerra nas convenções partidárias. Estamos discutindo dentro de uma tática eleitoral definida e tendo conversas com partidos, como PC do B, PSB, PROS e PV, que já fazem parte da gestão e estamos fazendo um trabalho para trazer o PDT para a chapa”, assinala, referindo-se aos diálogos, amplamente divulgados pela mídia potiguar, que o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) será o pré-candidato de Fátima ao Senado.

O secretário também negou com veemência que seria suplente de senador numa pré-candidatura de Carlos Eduardo ao Senado com aval de Fátima, como foi divulgado em blogs políticos natalense. “Essa informação não procede em nenhuma hipótese. Isso faz parte de uma tentativa de me descredenciar como interlocutor da governadora. Não sei se é fogo amigo, não sei exatamente de onde surgiu isso, mas é um jogo sujo. Não sou candidato a nada”, sentenciou.

Perguntado sobre a aliança com o MDB, que muitos analistas e políticos veem como já sem possibilidades de sucesso, Raimundo foi incisivo: “Sabemos do peso do MDB, é um partido que tem capilaridade política no Estado, tem história e hoje tem quarenta prefeituras no Rio Grande do Norte”, disse.

Raimundo não se furtou a responder sobre questões envolvendo o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). “Até o momento Ezequiel continua nosso parceiro, participando da gestão, inclusive, não imagino que quem esteja fazendo parte de um governo de repente mude de lado para ser candidato pela oposição. Mas, se isso acontecer, temos que respeitar. Ser candidato ao Governo é um direito de qualquer pessoa”, assinalou.

“Na verdade, a oposição parece estar com aquela brincadeira de queimada, de crianças, jogando a bola de um para outro. Já anunciaram como possíveis candidatos Carlos Eduardo, Álvaro Dias, General Girão, Ezequiel e agora estão especulando uma chapa com Kelps Lima e Fábio Dantas”, desabafou.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.