CIDADANIA

Municípios do RN devem se mobilizar pela saúde das mulheres em março

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) elaborou uma nota de mobilização, com o objetivo de incentivar os gestores públicos, as secretarias municipais de saúde e demais instituições a desenvolver, durante todo o mês de março, atividades e/ou ações de promoção à saúde que visem ao protagonismo, à inclusão e bem estar das mulheres potiguares.

Entre as ações propostas estão: proporcionar atividades físicas e outras práticas corporais (como dança, yoga, corrida, práticas integrativas e complementares), as quais trazem benefícios para a saúde, podendo reduzir o risco de doenças crônicas, além de melhorar autoestima e humor; estimular a adoção de hábitos alimentares saudáveis, a fim de prevenir o sobrepeso e obesidade, hipertensão, diabetes, câncer e outras doenças; realizar o dia “D” das mulheres, com oferta de exames preventivos (mamografia, controle glicêmico e lipídico) e rodas de conversas sobre a saúde sexual e reprodutiva, incluindo o incentivo à prevenção ao câncer de colo do útero, com a realização do papanicolau/preventivo, conforme a lei nº 10.662 de 11 de Fevereiro de 2020, que institui a Campanha de Prevenção ao Câncer de Colo do Útero denominada “Março Lilás” no âmbito do Estado do RN.

A nota destaca a promoção de ações voltadas ao enfrentamento da sífilis e outras ISTs, no sentido de estimular a prevenção, diagnóstico, tratamento, seguimento e vigilância dos casos; de ações de orientação relacionadas às medidas de proteção e enfrentamento à covid-19; protagonismo e autonomia das mulheres: auxiliando no enfrentamento ao feminicídio, às intolerâncias, aos preconceitos, ao racismo, à LBTfobia, entre outras violências; estímulo ao cuidado entre as mulheres com deficiência: no desenvolvimento e fortalecimento da autoestima, o autocuidado, a realização dos exames de rotina para prevenir doenças; ações preventivas para redução da violência doméstica, sexual, física e psicológica contra as mulheres.

As ações a serem promovidas devem estar em conformidade com as medidas de biossegurança, devido à pandemia, observando os decretos estaduais, notas orientativas e recomendações sanitárias. A Sesap alerta também que além das atividades realizadas durante o mês de março, é importante uma mobilização dos municípios dentro de suas regiões para fortalecer ações estratégicas executadas de forma contínua.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo