Parnamirim: Surpresa da disputa para Prefeitura em 2020 confirma que é pré-candidata à Câmara Federal
Natal, RN 16 de jul 2024

Parnamirim: Surpresa da disputa para Prefeitura em 2020 confirma que é pré-candidata à Câmara Federal

3 de fevereiro de 2022
2min
Parnamirim: Surpresa da disputa para Prefeitura em 2020 confirma que é pré-candidata à Câmara Federal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A professora Nilda Cruz (Solidariedade), que foi candidata a prefeita de Parnamirim em 2020, tendo sido uma das surpresas da eleição, ficando em segundo lugar com expressiva votação, confirmou à reportagem do Saiba Mais que é pré-candidata a deputada federal, como vinha se especulando no município. "Parnamirim precisa de representação na Câmara dos Deputados", afirmou.

Nilda registra que tem como bandeiras de campanha as mesmas posturas que adotou quando foi vereadora em Parnamirim, entre 2017 e 2020. "Vou lutar pela Educação e pela Saúde, defendendo a transparência na gestão publica e a eficiência dos serviços que população precisa e tem direito", assinalou.

A ex-vereadora também afirma que pretende se candidatar a prefeita em 2024. "Ouço a população perguntando se serei candidata, pedindo para que eu seja. Pretendo trabalhar pelo município e quero sim tentar a Prefeitura novamente".

Sobre a gestão do prefeito Rosano Taveira, Nilda aponta que existem muitas falhas, principalmente no tocante à saúde municipal. "Nas Unidades de Saúde não há médicos suficientes, a estrutura deixa a desejar. É preciso melhorar a qualidade do sistema de saúde do município, a população merece ter o sistema funcionando", opina, lembrando que denunciou essa situação nos quatro anos que foi vereadora.

Na eleição de 2020, Nilda Cruz candidatou-se pelo PSL à Prefeitura tendo 32.076 votos (39,61% dos válidos) perdendo para o prefeito Taveira, que tentava reeleição, e teve 40.027 votos (49,43% dos válidos). O resultado eleitoral de Nilda, à época apenas com um mandato de vereadora, foi considerado expresso, ficando a menos de 9 mil votos de Taveira, que vinha de quatro mandatos no Legislativo, tendo sido presidente da Câmara e já era o prefeito da cidade.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.