CIDADANIA

Apenas um em cada 10 jovens com 16 e 17 anos no RN pediu o título de eleitor para 2022

Dos 108 mil jovens do RN com idade entre 16 e 17 anos, apenas 9.684 estão aptos a votar, ou seja, menos de 9% desse público. Nesta faixa etária, o voto é facultativo, mas o TRE nunca registrou tão poucos jovens interessados nas eleições. E o mais preocupante: além de ser pequeno em relação à população nesta idade, o número de eleitores facultativos é 38% menor que o registrado nas eleições de 2020, quando 15.411 jovens (16 e 17 anos) estavam aptos a votar no RN.

E esse percentual vem caindo assustadoramente desde o início dos anos 90. Um estudo publicado neste mês de março pelo professor do Departamento de Demografia e Ciências Atuariais da UFRN, Ricardo Ojima, em 1991, quando houve a conquista do voto facultativo por esse público, 70% dos jovens do RN com 16 ou 17 anos estavam com o título em mãos. Em 2010, esse percentual já caiu para 50% e, agora, há menos de 9% – de acordo com os dados divulgados à Agência Saiba Mais pelo TRE/RN.

Vale ressaltar que ao longo de março houve um aumento na procura pelo título, puxado por uma campanha nacional feita pelo Tribunal Superior Eleitoral. Os dados do mês só devem ser divulgados pelo TRE/RN nos primeiros dias de abril. No Brasil, os dados também mostram desinteresse semelhando ao do RN.

Jovens mulheres já são maioria dos eleitores no RN

No estudo do professor da UFRN, feito com base em dados do TSE, mostra que desde 2010 mas jovens mulheres são maioria dos que procuram o voto facultativo. Ricardo Ojima aponta que isso pode ‘ser um sinal importante de que há um potencial de mudança no perfil de eleitorado feminino mais participativo’, embora a diferença ainda seja pequena.

Ricardo Ojima destaca que esses números apontam o desinteresse dos jovens potiguares pelo processo eleitoral, pois nem a queda demográfica registrada nessa população, nem o aumento da abstenção explicam os baixos números de eleitores facultativos.

Prazo para pedir título vai até 4 de maio

Termina no dia 4 de maio o prazo para solicitar a emissão da primeira via do título, inclusão do nome social, transferência, atualização ou regularização do título de eleitor. Nessa data, o cadastro eleitoral será fechado, conforme prevê a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97 – artigo 91).

No site do TRE-RN há um destaque principal que leva o internauta até a página do Autoatendimento do Eleitor (https://www.tse.jus.br/eleitor/autoatendimento-do-eleitor/#/). O jovem escolhe a opção TIRE SEU TÍTULO, preenche o formulário com suas informações e anexa os documentos solicitados. Após o preenchimento, é gerado protocolo para acompanhamento. Na sequência, os dados são enviados imediatamente para a Zona Eleitoral correspondente e, caso estejam todos corretos, após verificação pela equipe do cartório, as informações são encaminhadas para o Tribunal Superior Eleitoral para validação.

Havendo necessidade de ajustes nos dados, o cartório eleitoral entrará em contato por e-mail ou WhatsApp para a complementação. Por isso, o TRE-RN reforça a importância do preenchimento correto das informações solicitadas no requerimento para agilizar o atendimento.

Na página do Autoatendimento também é possível acompanhar o andamento da solicitação, imprimir o título, solicitar transferência, incluir nome social e outros serviços.

Biometria

É importante lembrar que a coleta da biometria está suspensa, conforme estabelecido na Resolução nº 23.615/2020 e confirmado pela Resolução TSE nº 23.667/2021. Portanto, quem está com o título em dia e quer apenas cadastrar a biometria não precisa buscar atendimento por enquanto. Essas pessoas poderão votar normalmente nas Eleições 2022.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo