DEMOCRACIA

Carlos Eduardo sobe o tom contra Rogério Marinho: “Reforma trabalhista fez mal ao povo do RN e ao Brasil”

O ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) criticou duramente o ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho (PL) durante entrevista concedida ao programa Foro de Moscow, de Mossoró. Ele lembrou a atuação do atual ministro bolsonarista quando Marinho ainda era deputado federal e ficou nacionalmente conhecido como relator da Reforma Trabalhista, projeto que alterou mais de 100 artigos da CLT, flexibilizou direitos trabalhistas e precarizou milhares de postos de emprego:

“As minhas divergências com Fátima não fizeram mal a nenhum norte-rio-grandense, mas a reforma trabalhista de Rogério Marinho fez muito mal ao povo do RN e ao povo brasileiro”, alfinetou Carlos, respondendo as declarações do ministro sobre suposta contradição pelo fato de Carlos e Fátima estarem se aliando.

O ex-prefeito também se referiu, nas críticas, a pontos específicos da reforma trabalhista relatada por Marinho, que não gerou os empregos anunciados e tornou mais delicada para os trabalhadores e relação entre patrões e empregados, com vínculos cada vez mais frágeis.

“O relator Rogério Marinho também fez com que as mulheres em período de lactação fossem submetidas a trabalhar em ambientes insalubres. Isso é uma perversidade. Se o trabalhador perder a causa é obrigado a pagar as custas do advogado do patrão se perder”, acrescentou, deixando claro que vai subir o tom durante a campanha.

Carlos Eduardo é pré-candidato ao Senado, a ser apoiado por Fátima, enquanto Rogério também anunciou pré-candidatura ao mesmo cargo, com apoio do presidente Jair Bolsonaro.

Para quem assistiu à entrevista, ficou claro que Carlos vai sumir o tom do debate quando necessário e explorar os considerados pontos fracos políticos de Rogério, como exatamente ter sido relator em uma reforma trabalhista que não deu certo. Inclusive Rogério não conseguiu reeleição em 2018, após relatar a reforma.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo