Chuva do fim de semana em Natal foi maior do que a da Copa de 2014, quando houve deslizamento de terra em Mãe Luíza
Natal, RN 20 de jul 2024

Chuva do fim de semana em Natal foi maior do que a da Copa de 2014, quando houve deslizamento de terra em Mãe Luíza

7 de março de 2022
4min
Chuva do fim de semana em Natal foi maior do que a da Copa de 2014, quando houve deslizamento de terra em Mãe Luíza

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Num período de apenas seis horas, das 23h do sábado (5) às 4h da manhã do domingo (6), choveu 256 milímetros em Natal. O volume está acima da média normal para a capital potiguar que é de 20 a 30 milímetros. A quantidade de água foi maior, inclusive, do que o volume de chuvas que caiu na cidade durante o período da Copa de 2014, quando houve o deslizamento de terras no bairro de Mãe Luíza. Na época, Natal era uma das cidades que estavam sediando os jogos do mundial.

Durante o final de semana, das 56 lagoas de captação de águas das chuvas de Natal, quatro transbordaram: a do Panatis, Santarém, Sarney e Pajuçara. O resultado é que algumas casas ficaram alagadas e pelo menos três crateras se abriram, interditando ruas inteiras.

Algumas lagoas precisam de duas bombas, mas só temos uma. Além disso, temos muitos problemas com roubo de cabos, fios e peças. Estamos fazendo um levantamento sobre isso. Essa chuva pegou todo mundo de surpresa, porque não costumamos ter chuvas fortes em março”, revela Luciana Medeiros, diretora da Defesa Civil de Natal.

Diante da situação, o prefeito de Natal decretou estado de emergência. Com isso, foi dado início ao Plano de Contingência que, entre outras medidas, determina que todas as secretarias estejam em estado de alerta com equipes de plantão nas ruas. Segundo a Defesa Civil do município, nesta segunda (7), foram realizadas vistorias em pontos mais frágeis da cidade que possuam casas em regiões de encostas, como nos bairros do Jacó e Mãe Luíza. Mas, nenhuma alteração foi detectada.

Para quem teve a casa alagada, foram oferecidos abrigos. No caso da Ocupação Emmanuel Bezerra, no bairro da Ribeira, todos os 36 barracos onde vivem 40 famílias, ficaram completamente alagados, conforme matéria da agência Saiba Mais.

As pessoas perderam praticamente todos os móveis e eletrodomésticos. Para tentar amenizar a situação, a Defesa Civil do município doou material de limpeza, colchões e lençóis, e a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) fez a entrega de 20 cestas básicas. Os moradores que conseguiram retirar a água ainda no domingo, pedem que o local seja reformado e os barracos substituídos por espaços fixos de habitação.

Como ajudar

O Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas (MLB) lançou uma campanha de ajuda às famílias da ocupação, que fica em um galpão na Rua Teotônio Freire, 225, na Ribeira. Quem quiser e puder doar a chave pix é 8498707-2030. O proprietário da conta é Matheus Felipe de Araújo Quirino, um dos coordenadores da Ocupação.

Deslizamento em Mãe Luíza durante a Copa de 2014 I Foto: Fred Carvalho G1/ RN
Deslizamento de Mãe Luíza chega até a Praia de Areia Preta e interdita Avenida Café Filho I Foto: Canindé Soares

Mais chuvas à noite

Para a noite desta segunda (7), há um aviso de risco por causa do elevado volume de chuvas previsto para Natal pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Normalmente, o período de chuvas mais intensas costuma começar apenas em abril, se prolongando por maio e junho, quando as chuvas começam a ficar mais finas e extensas, de acordo com a Defesa Civil do município.

A situação de Emergência decretada para Natal tem duração de 24 horas, com isso, equipes de todas as secretarias permanecem em regime de plantão.

Imagem: reprodução Inmet

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.