TRANSPARÊNCIA

Ministério Público do RN pede vistoria no abrigo municipal para pessoas em situação de rua em Natal

Para verificar quais medidas de biossegurança foram adotadas pelo Abrigo 24 horas da prefeitura de Natal, em relação às medidas de prevenção à covid-19, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) solicitou uma vistoria técnica no local.

O pedido do Ministério Público é resultado de uma solicitação da vereadora Brisa Bracchi (PT) que em março de 2021, em um dos picos da pandemia, soube que sete pessoas que frequentavam o abrigo tinham testado positivo para a covid-19 e que havia a suspeita de que outros 40 frequentadores do espaço também estariam contaminados. A preocupação era evitar que a doença se espalhasse entre os demais usuários e funcionários do abrigo.

O Abrigo 24 horas da prefeitura de Natal, que recebe a população em situação de rua fica localizado na Rua Princesa Isabel, no centro da cidade. Apesar do requerimento da vereadora ser de março do ano passado, só agora o MPRN se manifestou. A decisão 16 de fevereiro deve ser cumprida num prazo de 30 dias.

Brisa Bracchi I Foto: cedida

A população em situação de rua de Natal por reiteradas vezes tem sofrido na mão da gestão municipal. Seja pelos vários despejos no Viaduto do Baldo ou até mesmo pelo recebimento de comida apodrecida. O Ministério Público tomou uma decisão importante, porque em uma pandemia não se pode esquecer da biossegurança. Essa denúncia feita por nós surgiu de informações e relatos dos próprios usuários. Precisamos que o Município mude sua forma de tratar a população mais vulnerável de Natal”, avalia Brisa.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo