TRABALHO

Álvaro Dias propõe incorporação de vantagem a salários de servidores municipais, sem aumento real

Ao pedido de atualização salarial dos servidores municipais, o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), respondeu com tabela que apenas incorpora um benefício provisório e não oferece nenhum ganho real aos trabalhadores. Em mensagem à Câmara Municipal, solicita a votação da proposta em regime de urgência. O texto foi lido nesta terça-feira (26), na presença de servidores. A insatisfação generalizada terminou em briga entre a direção do sindicato e trabalhadores.

Segundo o documento, a mudança atinge aproximadamente cinco mil servidores, entre eles: ativos, inativos e pensionistas do Quadro do Plano Geral de Cargos, Carreiras e Vencimentos.

“O projeto não contempla os 8 anos de salários congelados. Temos já uma inflação com dois dígitos e a proposta é ridícula, não há ganho real para os servidores. Ele incorpora a VICT (Vantagem Individual de Caráter Transitório) e acaba com o abono salarial. o que a gente esperava é que houvesse a reposição salarial de todo esse período”, explica a servidora Eliane Silva, do Coletivo Vozes da Semtas.

“O servidor continua ganhando a mesma coisa, só que com descontos maiores. A diferença é que vai ser tributado. Na prática, ele não tem ganho real. Essa proposta não contempla os anseios dos servidores, que há anos vem lutando”, completa a servidora, ao detalhar que o salário atual para nível fundamental é de R$ 725 reais. Como não se pode ganhar menos de um salário mínimo, o valor é completado com abono.

Em assembleia realizada no Sindicato dos Servidores Municipais de Natal (Sinsenat) na segunda-feira (25), os trabalhadores concordaram apresentar uma proposta de 40% para o Nível Médio (categoria que corresponde a 12% dos servidores) e de 20% para o Nível Superior (6% dos servidores).

O Sindicato e alguns servidores foram à Câmara Municipal para leitura da mensagem, mas a sessão acabou em confusão. Ao cobrar o posicionamento do Sindicato, um servidor acabou sendo agredido por um dirigente sindical. A Agência Saiba Mais telefonou tentou contato com coordenador do Sindicato.

Veja vídeo:

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais