TRABALHO

Projeto de estudantes do IFRN conquista quatro prêmios em evento de ciência da USP

O projeto “SmartLab: Uso de imagens digitais adquiridas com câmeras de smartphone em análises químicas” foi destaque na cerimônia de premiação da 20ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), realizada no último sábado (26/3). Desenvolvido por alunos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, de Natal (RN), o projeto conquistou quatro prêmios na mostra: 2º lugar em Ciências Exatas e da Terra, Destaque Unidades da Federação — ambos concedidos pela FEBRACE, 1º Lugar no Prêmio Manual do Mundo, e o National Youth Science Camp, da Embaixada e Consultados dos EUA no Brasil.

O projeto partiu da constatação de que a maioria das escolas no Brasil tem limitação de laboratórios e equipamentos para análises químicas. Isso impede que muitos jovens desenvolvam o interesse pela ciência. Isso impulsionou os estudantes Hanna Vitória de Oliveira Silva, Geovani Porto de Deus e Yasmin Kaline de Carvalho Silva a criarem uma metodologia de análise de pH simples, acessível e que pode ser usada por alunos do ensino médio.

Para isso, extraíram a antocianina do repolho roxo a fim de conferir variação de cor às soluções ácidas e básicas que seriam estudadas, tais como refrigerante, vinagre e limpa forno. Depois, tiraram fotos das soluções com uma câmera do celular e fizeram vários cálculos para prever o teor de pH de cada uma delas. A margem de erro do modelo foi de apenas 0,5. “Conseguimos obter resultados estatísticos satisfatórios com um método que usa materiais de baixo custo, com poucos reagentes, e que possibilita abordar diversos conceitos em sala de aula”, explica Geovani. Veja o vídeo do projeto aqui.

26 projetos do RN participaram da feira

Nesta edição, a mostra contou com 487 projetos finalistas – sendo 26 do Rio Grande do Norte (desses, 10 do IFRN) que foram desenvolvidos por 1.081 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 333 escolas de todo o País, sob a orientação de 626 professores.

O processo de avaliação envolveu mais de 300 mestres e doutores da USP e de universidades parceiras — inclusive professores e especialistas brasileiros que estão atuando em outros países, num total de 6.403 avaliações. Os autores dos melhores projetos, nas diversas categorias, receberam troféus, medalhas, bolsas de Iniciação Científica Júnior do CNPq e cursos, num total de 273 prêmios e oportunidades no Brasil e no exterior. No total, os projetos do Rio Grande do Norte receberam 19 prêmios na mostra.

A FEBRACE é a maior feira brasileira pré-universitária de ciências e engenharia em abrangência e visibilidade. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica, despertando novas vocações nessas áreas e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

Veja aqui a relação completa dos premiados e assista a cerimônia de premiação: parte 1 e parte 2

Sobre a FEBRACE:
Promovida anualmente pela Escola Politécnica da USP e realizada pelo Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico- LSI-TEC, a FEBRACE é a maior feira brasileira pré-universitária de ciências e engenharia em abrangência e visibilidade. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica, despertando novas vocações nessas áreas e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas. Esta edição tem o patrocínio da Samsung e Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil, e apoio institucional do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

SAIBA MAIS

Dez projetos de alunos do IFRN são finalistas em evento de ciência da USP e você pode ajudar a tornar um deles vencedor

Banner inicial

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo