TRABALHO

Governadora Fátima quita as quatro folhas atrasadas por Robinson e menciona investimentos em áreas estratégicas

A Secretaria Estadual de Planejamento depositou, nesta segunda-feira (23), R$ 109,68 milhões no Banco do Brasil, para pagamento da última parcela dos quatro salários deixados pelo ex-governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria (ex-PSD atual PL) e o ex-vice-governador Fábio Dantas (Solidariedade).

O pagamento dos últimos 8 mil servidores que recebem acima de R$ 6 mil estava previsto para o dia 31 deste mês, mas foi antecipado para esta terça-feira (24). O anúncio foi feito pela governadora Fátima Bezerra no final desta tarde.

“É um dia histórico para nós. Eu disse que não sossegaria um só minuto enquanto não quitasse cada centavo que o Estado devia aos servidores, herança da gestão anterior. Eu sei o quanto os servidores sofreram. Imagine o que era viver sem saber quando iria receber os seus salários. Além da quitar a dívida, estamos cumprindo também o compromisso de nunca atrasar o pagamento de salários”, disse a governadora, ressaltando que as quatro folhas totalizaram R$ 1 bilhão.

“Como eu sempre tenho dito: isso aqui não é milagre, não é mágica, isso é gestão, feita com compromisso, com seriedade, com respeito, com planejamento”, completou Fátima.

O secretário de Planejamento, Aldemir Freire, disse que estão virando uma página triste da história do Rio Grande do Norte. “Não foi fácil esse processo, porque não é uma dívida pequena, é uma dívida gigantesca. E foi um período que a gente passou por pandemia e uma série de crises, mas agora estamos prontos pra uma nova etapa da economia e das finanças públicas do Rio Grande do Norte”, disse o gestor, que descreve alívio e vislumbra investimentos em áreas estratégicas, como estradas, saúde e educação.

Ainda segundo Aldemir Freire, o estado passou os últimos dez anos com investimentos reduzidos em estradas e em 2022 chegará perto a 200 milhões de reais, sendo 100 milhões com fontes próprias, um recorde histórico.

Para a Educação, os novos investimentos são de R$ 400 milhões, dentro do Programa Nova Escola Potiguar, que inclui reformas e ampliações de escolas estaduais, além da construção de 12 IERNs.
Para a Saúde, Aldemir destacou a criação e ampliação de serviços de policlínica. E para a Segurança, ampliação dos investimentos, que já tem sido priorizado pelo atual governo com aquisição de equipamentos, contratações e promoções de profissionais.

“A gente economizou cada centavo que entrou. O estado teve saldo negativo de 2015 até 2018. Gastava, todo ano, mais do que arrecadava e, a partir do governo da professora Fátima Bezerra, a gente passou a gerar superávits orçamentários”, detalhou o secretário de Planejamento.

Saiba+

A economia de bilhões: de onde saiu o dinheiro que permitiu ao Governo do RN pagar as folhas atrasadas deixadas por Robinson

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais