DEMOCRACIA

PSOL decide por pré-candidatura de Freitas Júnior para o Senado no RN

Reunidas em Conferência virtual neste domingo (15), a direção estadual e os comitês municipais do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) no Rio Grande do Norte decidiram pelo nome do servidor público Freitas Júnior como pré-candidato em chapa puro-sangue nas eleições de 2022.

“Nossa pré-candidatura foi definida dentro de um processo democrático e após intenso debate dentro do partido. Agora, vamos visitar todas as regiões do estado apresentando nossas propostas para um Rio Grande do Norte mais justo e solidário”, afirmou o pré-candidato ao Senado, Freitas Júnior.

Seu nome disputou a vaga com o vereador de Natal, o professor Robério Paulino, que na última pesquisa eleitoral elaborada pela Seta/Band aparece em terceiro lugar, com 3,8% das intenções de voto, e com o servidor público Gláucio Tavares, que como militante do PSOL desde setembro de 2017, foi candidato a deputado federal em 2018 e a prefeito do município de Ceará-Mirim em campanha suplementar realizada no ano de 2019.

Em contato com a agência Saiba Mais após a publicação da reportagem, Robério explicou que retirou o nome dele da disputa:

– Ele não disputou comigo, mas somente com Gláucio. Eu retirei meu nome em favor de Samara Martins, da Unidade Popular UP”, afirmou.

Recém-filiado ao PSOL, Freitas Júnior já participou da disputa pela prefeitura de Natal em 2016 e ao Governo do Estado em 2018, ambas pela Rede Sustentabilidade.

Sobre Freitas Júnior

Freitas Júnior, tem 34 anos, é natural de Alexandria, região do Alto Oeste, é técnico em edificações, graduado em gestão ambiental e pós-graduado em educação profissional e tecnologia. Atua como técnico administrativo do Instituto Federal da Paraíba – IFPB.

Iniciou sua militância ainda na juventude no movimento estudantil e com os movimentos socioambientais, neste último, tem atuado com comunidades pescadoras na defesa do seu território, implementação de políticas de uso e ocupação do solo, políticas de recursos hídricos e ampliação das unidades de conservação – como a criação do Monumento Natural Cavernas de Martins.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo