DEMOCRACIA

PT/RN debate estratégia eleitoral neste domingo (29) e deve confirmar chapa Fátima/Walter para a disputa em 2 de outubro

O Partido dos Trabalhadores (PT) reúne 240 delegados de Natal e do interior do Rio Grande do Norte neste domingo (29) a fim de aprovar e anunciar a chapa majoritária e as chapas proporcionais que disputarão as eleições em 2 de outubro. Os nomes aprovados no “encontro de estratégia eleitoral” ainda precisarão ser referendados na convenção partidária, marcadas para o início de agosto. O evento começa às 9 horas, no Praia Mar Hotel, em Ponta Negra.

A expectativa é de que sejam homologadas a chapa majoritária encabeçada pela governadora Fátima Bezerra (PT), tendo como vice o deputado federal Walter Alves (MDB), além do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, para senador da República. A aliança foi costurada pelo ex-presidente Lula, pré-candidato à presidência da República.

Segundo a assessoria de comunicação do PT, estão confirmadas as presenças da governadora Fátima Bezerra, do senador Jean Paul, da deputada federal Natália Bonavides, do deputado federal diplomado Fernando Mineiro, dos deputados estaduais Francisco do PT e Isolda Dantas, além de dirigentes de todo o Estado.

Para o presidente estadual da legenda, Júnior Souto, o “Encontro de Estratégia Eleitoral 2022” deverá “reafirmar o compromisso com o projeto nacional da eleição de Lula, da reeleição da governadora Fátima Bezerra e da composição de uma ampla aliança para continuar transformando nosso estado”.

Federação

O encontro estadual acontece depois da Federação Brasil da Esperança (FE Brasil), integrada pelo PT, PCdoB e PV, ter tido pedido de registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Apesar de oficializada, no Rio Grande do Norte os três partidos ainda conversam para chegar a consenso sobre a fatia que cada legenda terá na formação das nominatas para deputado estadual e federal. O último encontro das siglas aconteceu nesta sexta-feira (27).

Dirigente do PT e única representante do Rio Grande do Norte na Comissão Executiva Nacional da Federação, a advogada Natália Sena destaca que esse debate sobre as vagas passará antes por esses encontros de tática nos partidos para só depois serem levados à avaliação da federação.

Pelas novas regras, a definição do número de candidatos que cada sigla pode indicar será baseada no quantitativo de votos que cada legenda teve em 2018. Mas isso pode ser negociado entre os partidos.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo