CIDADANIA

Empresa contratada pelo governo federal recolhe equipamentos de internet de escola em Mossoró

Ministro das Comunicações, Fábio Faria, participa da inauguração de pontos de wi-fi em Ceará-Mirim, no RN I Foto: divulgação Ministério das Comunicações

Por causa do fim do contrato que não foi renovado, a empresa contratada pelo governo federal para fornecer internet banda larga para algumas escolas públicas de Mossoró, recolheu os modens que garantiam o acesso dos estudantes à rede mundial de computadores através do Programa Wi-Fi Brasil em, pelo menos, uma das unidades de ensino.

O Ministério das Comunicações confirmou nesta quinta (23) à Agência Saiba Mais que foi firmado um contrato temporário para a Escola Estadual Professor Abel Freire Coelho, o Centro de Educação Profissional Eliseu Viana, para o Centro de Atendimento ao Surdo e para a Escola Estadual Lavoisier Maia, através do programa Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Mas, de acordo com o ministério, o problema de recolhimento dos equipamentos teria ocorrido apenas em uma das unidades. O ministério das Comunicações garantiu que o problema seria resolvido ainda hoje.

A Secretaria Estadual de Educação do RN também confirmou o recolhimento do material nas quatro unidades de ensino e disse que há a previsão de celebração de um novo contrato do governo federal, mas apenas em 2023.

Por telefone, a direção da Escola Estadual Professor Abel Freire Coelho explicou que apenas o modem utilizado na distribuição da internet havia sido levado, permanecendo na escola os demais equipamentos. Ainda segundo a direção, a internet fornecida por meio do programa federal era usada apenas pelos alunos nas áreas de sala de aula. O sinal de internet da escola continua funcionando normalmente em outros setores, como laboratório de informática, biblioteca e direção.

Em 2021, o ministro das Comunicações, o potiguar Fábio Faria, fez um grande evento em Mossoró para inaugurar o programa Wi-Fi Brasil. Ainda segundo o ministério, 101 unidades educacionais do Rio Grande do Norte serão conectadas por um outro programa, o Nordeste Conectado, através do qual será construída, até agosto, uma rede de fibra óptica que vai garantir um acesso à internet mais estável e veloz. Entre as 101 unidades beneficiadas, estarão a Escola Estadual Professor Abel Freire Coelho, o Centro de Educação Profissional Eliseu Viana, o Centro de Atendimento ao Surdo e a Escola Estadual Lavoisier Maia

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo