DEMOCRACIA, ENTREVISTA

“Fátima será reeleita no 1º turno e o segundo mandato dela ficará para a história”, diz presidente estadual do PV

Nascido em 1978 no município de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal, Milklei Leite (PV) foi criado no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na zona Norte da capital, onde ajudou a fundar a Associação dos Melhores Amigos do Bairro (ASMANS) e iniciou sua militância em movimentos comunitários e sociais. Trabalhou como motorista do transporte opcional por mais de 20 anos, e foi um dos fundadores da Associação dos Trabalhadores no Transporte Opcional do RN (ASTOERN) em 2006, facilitando a organização e articulação da categoria, no que depois se tornou um sindicato, o SINTROERN.

Filiado ao Partido Verde (PV), foi eleito vereador em Natal em 2020 com 2.721 votos, e em 2021 conduzido à presidência estadual do partido.

Para falar dos desafios do PV, projetos eleitorais e política, Milklei conversou com a reportagem da Agência SAIBA MAIS. Confira:

Agência Saiba Mais: Neste domingo, dia 5, se celebra o Dia do Meio Ambiente. Como o PV nacional e o potiguar veem a importância da data e que políticas podem ser feitas em relação ao meio ambiente?

Milklei Leite: Nós, do Partido Verde, que temos a defesa do meio ambiente como uma de nossas principais bandeiras, apesar da defesa contínua sobre o tema, temos realmente o mês de junho como o momento de ápice do nosso trabalho. Inclusive, na Câmara Municipal aprovamos um Projeto de Lei que institui, no âmbito do município de Natal, o “junho verde”, atividades durante o mês voltado a valorização do meio ambiente e conscientização da posse responsável de animais. Ou seja, é uma maneira de não somente comprometer a Prefeitura de Natal no debate ambiental, mas também levar essas importantes discussões para todas as camadas da sociedade.

Como o PV observa o novo Plano Diretor de Natal, criticado por afetar questões relativas ao meio ambiente da capital?

Observamos com muita preocupação. O novo Plano Diretor de Natal aprovou muitas coisas que vão de encontro ao meio ambiente, temos que acompanhar muito de perto a efetivação do Plano. O partido está atento a isso.

O que pode ser feito para incentivar o plantio de mudas e mais árvores em Natal?

É preciso que os governos municipal e estadual promovam ações continuadas que incentivem não só a doação de mudas, mas de orientação à população para como plantá-las. Apresentamos um projeto de lei que Institui o Programa Disque Árvore e dá outras providências sobre o assunto. O programa Disque Árvore, sendo implementado pelo Poder Executivo municipal, consistirá na entrega de uma muda de árvore a cada cidadão que a solicitar mediante uma simples ligação telefônica. A espécie de muda de árvore que será fornecida e o local onde será realizado o plantio deverão observar as regras próprias já existentes na legislação vigente, mediante a aprovação por setor específico na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo.

“O novo Plano Diretor de Natal aprovou muitas coisas que vão de encontro ao meio ambiente”

Sobre política: Qual sua avaliação e expectativas sobre as nominatas do PV para federal e estadual?

Estamos muito otimistas com nosso grupo. Já temos quatro deputados estaduais, que estão trabalhando bastante (Hermano Morais, George Soares, Eudiane Macedo e Vivaldo Costa) e acreditamos na reeleição de todos eles. Já para a Câmara Federal vamos sair pré-candidatos eu e a colega Elma Souza. Nosso trabalho será garantir novamente que o PV do RN tenha de volta uma cadeira lá no Congresso Nacional. Eu estou trabalhando muito para que isso seja possível, quero ser um dos deputados eleitos pela Federação Brasil da Esperança do RN, formada pelo PV com PT e PCdoB.

E qual justamente sua avaliação sobre a federação partidária nacional PT-PV-PCdoB e como ela vai funcionar no RN?

Foi muito importante para os partidos envolvidos, uma forma de formalizar uma união que já vinha sendo construída há anos e mostrar a força do campo progressista. Aqui no RN ela vem para consolidar o apoio à reeleição da governadora Fátima Bezerra e dar sustentabilidade à ela na Assembleia Legislativa. A federação tem condições de eleger sete deputados estaduais e vamos trabalhar muito para isso.

“Nosso trabalho será garantir novamente que o PV do RN tenha de volta uma cadeira lá no Congresso Nacional. Eu estou trabalhando muito para que isso seja possível, quero ser um dos deputados eleitos pela Federação Brasil da Esperança do RN, formada pelo PV com PT e PCdoB”

Então, como o PV observa a candidatura de Fátima à reeleição?

Acreditamos que ela será reeleita no primeiro turno. Fátima fez e faz uma bela gestão e de forma muito responsável cuidou das contas públicas, sem deixar de desenvolver na medida do possível, claro, o nosso estado. O segundo mandato de Fátima ficará na história do nosso Estado, podem anotar.

“A federação tem condições de eleger sete deputados estaduais e vamos trabalhar muito para isso”.

O PV havia declarado apoio a Carlos Eduardo para o Senado, mas mantêm diálogos como Rafael Motta, que tenta ser candidato. Qual a direção do PV do RN sobre candidatura ao Senado?

Temos que deixar bem claro uma coisa: o Partido Verde de hoje não é o Partido Verde de quatro meses atrás. Em fevereiro, quando declarei apoio a Carlos Eduardo, a conjuntura era uma outra, bem diferente, Rafael Motta não tinha uma sua pré-candidatura posta como está hoje. Não quer dizer que só por isso iremos apoiá-lo, não é bem assim. Converso com Rafael há um bom tempo sobre diversos assuntos, e com minha ida a Brasília para conversar com a direção nacional do PV, fui visitá-lo no seu gabinete e tiramos algumas fotos, isso não é declarar apoio. O Partido Verde fará uma plenária para decidir qual o nome defenderemos como Senador para a Federação Brasil da Esperança do RN.

Como estão os diálogos para o partido indicar a segunda suplência de senador?

O Partido Verde quer contribuir para a reeleição da governadora Fátima, e nossos esforços serão sempre nessa direção. Com relação ao Senado, nosso Partido havia pleiteado algum espaço nas suplências do candidato ao Senado, mas isso foi lá atrás quando não era discutida a vaga de vice ao MDB, mas o cenário é outro. Entendemos que é importante para os aliados de primeira hora os melhores espaços, precisamos deixar os eventos surgirem para vermos onde estaremos posicionados.

“Fui visitá-lo no seu gabinete e tiramos algumas fotos, isso não é declarar apoio. O Partido Verde fará uma plenária para decidir qual o nome defenderemos como Senador para a Federação Brasil da Esperança do RN”.

O PV não tinha representação na ALRN e agora tem 4 deputados estaduais. Qual sua avaliação sobre esse movimento político?

O Partido Verde sempre teve representação na Assembleia Legislativa, mas nos últimos anos a presença foi desaparecendo e sumiu. Numa articulação que fizemos para colocar o PV novamente no topo da política do estado, trouxemos os quatro excelentes quadros para os Verdes, Eudiane Macedo, George Soares, Vivaldo Costa e Hermano Morais, nomes que nos orgulham muito, e com eles queremos reescrever a história do partido no Rio Grande do Norte. A partir de agora o crescimento do PV nos 167 municípios acontece dia-a-dia, nas eleições de 2024 seremos um dos maiores partidos do estado em representatividade de vereadores e prefeitos, pode confiar.

Como vê a presença do MDB e PDT na chapa que Fátima está montando?

Na política entendo que sempre temos que analisar o momento. A governadora está certa em aglutinar mais partidos ao seu grupo. Esse primeiro mandato foi de ajustes e de muita dificuldade por conta da pandemia, a partir de 2023 um novo ciclo de trabalho se inicia e é necessário mostrar muito mais, e isso só é possível com alianças maiores, com mais pessoas trabalhando juntos e isso se aplica à partidos. Quanto às siglas, seja MDB,PDT,PSB,PSD,REPUBLICANOS, se for pra somar e crescer, que venham mais.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo